Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

# Dos textos crus e verdadeiros ( a J.Pacheco Pereira)

07.10.18 | marina malheiro

54ce335a39d6853d50d0d9239f990561.jpg

Helena Almeida, Fly, 2001 ( in memoriam)

Tive a sorte de ter professores muito bons, quer no Liceu, quer na Faculdade, quer na Primária , que me ensinaram a ver para além do quadrado, a pensar que era possível "voar" para além do prédeterminadozinho: a minha professora de Jornalismo, Margarida Ferreira , que criou um clube onde fazíamos jornais e escutávamos a TSF. Fizemos Rádio e fomos "Putos nos Is" na Rádio Energia, o meu professor de Português, António Leitão, que nos dava Os Maias com entusiasmo e nos obrigava a pesquisar, a minha querida professora de Francês que nos ensinava com Música dos anos 60/70, o meu querido professor de Filosofia, professor Alberto, que nos ensinou a amar Kant , Hegel , Marx e outros, lendo-os e debatendo-os.

Creio que continuam a existir professores muito bons como os meus , apesar dos alunos difíceis , da burocracia, da falta de consideração por parte da sociedade pela profissão.

Continuam a existir professores que cumprem e que entusiasmam os alunos- apesar da geração digital ser muito difícil de motivar. Lembro-me de uma colega que andava com um GPS de navegação ( naútico) a ensinar coordenadas a alunos de uma escola com vista para a Ponte Vasco da Gama, alunos que diziam que nem sabiam onde era Sintra, apesar de estarem no distrito de Lisboa.

Recordo-me de um professor de Física de Benfica que ensina com música clássica, de uma professora de Artes que pôs um aluno autista a pintar maravilhosamente em terras de Paço de Arcos.

Vem este texto a propósito do artigo de ontem do historiador, que também foi professor do ensino secundário, José Pacheco Pereira, no Jornal "Público", que eu e os meus colegas todos, de todos os cantos do país, agradecemos sentidamente. Bem-haja.

@mmalheiro