Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

Comment 1#- A Gil Scott- Heron

28.05.11 | marina malheiro

 

Comment 1# , Gil Scott- Heron,

 

"The time is in the street you know. Us living as we do upside down. And the new word to have is revolution. People don't even want to hear the preacher spill or spiel because God's whole card has been thoroughly piqued. And America is now blood and tears instead of milk and honey. The youngsters who were programmed to continue fucking up woke up one night digging Paul Revere and Nat Turner as the good guys. America stripped for bed and we had not all yet closed our eyes. The signs of Truth were tattooed across our open ended vagina. We learned to our amazement untold tale of scandal. Two long centuries buried in the musty vault, hosed down daily with a gagging perfume. (...)"

 

Gil Scott Heron faleceu ontem, vítima de doença. Foi poeta, compositor e músico. Conhecido por divulgar a "arte de dizer" nos anos 70 e 80.

A sua música reflecte a fusão do blues,  da soul e do jazz. As suas letras, como é o caso da que coloco acima, expressam as suas preocupações políticas e sociais. Em 2010 editou o último álbum "I'm new here".

Como toda a discografia deste músico é muito interessante e rica em melodia e mensagem política, tornou-se difícil encontrar a melhor.

No dia em que 500 pessoas se manifestaram contra o FMI e em prol da liberdade política, independente da Economia, na Avenida da Liberdade, em Lisboa, e em que algumas se concentram há dias acampados no Rossio, tal como em Espanha (Madrid), esta música " dita" de Heron pareceu-me a mais adequada ao momento e à homenagem.

 

Fica aqui o link da sua página na Internet

 

@marinamalheiro

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.