Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

# Melhor escuta de 2015 ( feat. Father John Misty)

12.12.15 | marina malheiro

 

 Pede o Sapo a sugestão sobre os melhores na Música em 2015.

Os meus modestos ouvidos, ecléticos qb., apesar de apreciarem tanto os Joy Division, os Siouxsie and the Banshees, como os Pond, os Low, ou os Beach House e os Tame Impala, para além de Shostakovich, ou Leon Bridges, Zeca Afonso,Nyman,  etc, etc, ( é uma lista imensa...), apreciaram e muito muito os Father John Misty com o seu "I love you, honeybear"

Escute aqui e algures neste Blog - noutros post- os Father John Misty, um som diferente e com humor qb. :)

Boas Festas.!

@mmalheiro

                      ao vivo na WFUV, os Father John Misty ( 2015)- all rights reserved to Father John

 

# Um país em modo "déficit" (feat. Jorge Palma )

10.12.15 | marina malheiro

6820f4953270e3c87c2c29326b837b0b.jpg

 

                                                         Via Pinterest

                          No dia em que se anunciam medidas adicionais de restrição orçamental  para manter o défice abaixo dos 3%, o que não é surpreendente, noticia-se a rescisão voluntária de mais trabalhadores de um jornal ( Público) e a situação desesperante de professores do ensino artístico com salários em atraso.

Haverá muito a fazer para que um país sobreviva à "tona de água" e não dependa novamente de assistência financeira internacional. Muito a restringir novamente. Esperemos que em despesa do Estado e não em despesa que afete os trabalhadores e o seu "pão".

O encerramento de jornais e despedimento de trabalhadores é , por um lado, em resultado da crise económica ( com a diminuição do número de vendas e talvez de publicidade) e por outro, em resultado do uso das redes sociais e da Internet para ter acesso aos jornais. Novamente a Cultura poderá ser ativa, dado que milhares de jovens portugueses, com o incentivo certo, poderão aprender a gostar de ler jornais, em papel, e outros públicos- alvo, a bem da liberdade de imprensa, da liberdade de opinião.

Muito a fazer, a redirecionar, para que o país reverta a situação económica e mantenha, firmes, ideias de dinamização económica e sempre, ideias de democracia, na palma da mão. ( todos os direitos reservados a Jorge Palma, in Uma viagem na palma da mão, 1975)

@mmalheiro

 

# ´Tenho dó das estrelas ( feat. José Mário Branco)

09.12.15 | marina malheiro


                       Escute aqui o magnífico José Mário Branco in "Tenho dó das estrelas"( poema de Fernando                                  Pessoa)

                       in Resistir é Vencer (2004)- aqui este álbum lindo ( todo).

                        @mmalheiro

                       ( todos os direitos reservadíssimos ao grande José Mário Branco)

                       

 

 

# Telephone and Rubber Band ( Pinguin Caffe Orchestra& Isadora Duncan)

08.12.15 | marina malheiro

4fdb01edf61b7328127fe0aa10be3913.jpg

                                                       Isadora Duncan, bailarina, via Pinterest.

                                      dançaria Isadora esta música? Escute ao vivo, em Tóquio, os Pinguin Caffe Orchestra.

                                     (2014/ All rights reserved to Pinguin Caffe Orchest

                                                “You were once wild here. Don’t let them tame you.”

                                                      Isadora Duncan

                                                       @mmalheiro

# Chateau Lobby ( in C for Two Virgins)- feat. os Father John Misty

06.12.15 | marina malheiro

252317185433a73a1706fdc889ce09b5.jpg

 

                                                                     Cinemagraph bisado neste Blog.

                                        Escute aqui os magníficos Father John Misty.  ( all rights reserved to Father John Misty)

@mmalheiro

# Há sempre alguém que espera ( feat. Pop Dell'arte)

05.12.15 | marina malheiro

                                                                 Há sempre alguém

                                                                 que espera

                                                                 um abraço

                                                                 um beijo

                                                                 uma ternura

                                                            fora do tempo,

                                                            fora do compasso,

                                                            sem música,

                                                            em superavit.

                                                              Há sempre alguém 

                                                            que espera

                                                            uma palavra

                                                            uma esperança

                                                            um afago no cabelo,

                                                            Há sempre alguém que espera,

                                                            um trabalho,

                                                            pão,

                                                            educação,

                                                            a dotação orçamental.

                                                            Há sempre alguém que espera

                                                            alguém,

                                                            amigo,

                                                            amante,

                                                            trabalhador/ empregador.

                                                            Há sempre alguém que, em silêncio, espera

                                                            tudo isto,

                                                            espera mais do que isto,

                                                            não espera menos do que isto,

                                                            de um país,

                                                            e, no fundo, espera ser mais do que número

                                                            cidadão,

                                                            contribuinte,

                                                            eleitor,

                                                            social,

                                                            mais do que déficit .

                                                            espera, espera, espera, na sala com outros que esperam e desesperam.

                                                            Há sempre alguém que,

                                                            em silêncio,

                                                            espera.

                                                            [ aos que esperam Portugal renascido].

https://www.youtube.com/watch?v=SHnK6pFm8Fs&hd=1 Pop Dell'arte, 2010 ( todos os direitos reservados aos Pop Dell'arte)

@mmalheiro

                                                            

# Shake that thing ( feat. Woody Allen & New Orleans Jazz Band)

03.12.15 | marina malheiro

d263864ad1a92d9640b184483ae5b190.jpg

                                                                   Annie Hall, 1977

https://www.youtube.com/watch?v=fDWMIy4t0g4&hd=1 Woody Allen & New Orleans Jazz Band

 

"Life is divided into the horrible and the miserable. That’s the two categories. The horrible are like, I don’t know, terminal cases, you know, and blind people, crippled. I don’t know how they get through life. It’s amazing to me. And the miserable is everyone else. So you should be thankful that you’re miserable, because that’s very lucky, to be miserable.’

in Annie Hall

@mmalheiro

# Dos dias de intervalo ( feat. The Divine Comedy)

02.12.15 | marina malheiro

 

 

 

 

 

The Divine Comedy, cover There's a light that never goes out, all rights reserved to The Divine Comedy

 

Naquela sala grande costumam estar muitas pessoas, novas, velhas, todas com cicatrizes dentro e fora do corpo.

Todas aguardam sentenças de melhores dias e menos dores, com coragem, muita coragem. 

Mas, muitas vezes é irrespirável tanta dor junta e saímos para a rua com uma vontade imensa de fumar um cigarro. Um cigarro de outra vida.

Hoje a sala estava mais vazia e silenciosa. Finalmente chegara a vez , o alívio e o riso.

@mmalheiro

a MLMalheiro

em memória de [A.Palma, E.M.Dores e JM.Dores]

 

 

Pág. 2/2