Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

# Reverter o encerrar de um país ( feat. The Smiths)

30.11.15 | marina malheiro

 

 

22a8c68a86b5dd2e29b9aa5c687c6026.jpg

                                        

Estúdio Horácio Novais - Ardina, Lisboa, Portugal, 1930-1980 [Street vendor of newspapers, Lisbon, Portugal, 1930-1980] From Biblioteca de Arte / Art Library Fundação Calouste Gulbenkian ( via Pinterest).

 

Há poucos anos ergueu-se ,numa zona antiga de fábricas em Alcântara, um espaço que revitalizou postos de trabalho e edifícios.

Mantém-se esse espaço como zona comercial alternativa.

Num desses edifícios onde outrora era impresso o Totobola, e outros jogos, e o jornal "Público" ( inicialmente), funcionou a Mirandela.

Hoje é a Ler Devagar. No topo do edifício lá está a máquina gigante que imprimia sortes de outros e caixas altas e baixas de um jornal em início de vida.

No dia em que me relatavam mais uma vez a história da escola Afonso Domingues que foi extinta por ordem superior e cujo edifício se degrada cada vez mais,  e levou à extinção dos postos de trabalho dos docentes que aí trabalhavam e tiveram de ser reintegrados noutras escolas, leio que 2 jornais vão extinguir postos de trabalho ou mesmo encerrar.

Lembro-me, então, dos saudosos "Diário de Lisboa" e "Diário Popular" que também fecharam portas.

Educação e Cultura podem convergir-  há milhares de jovens leitores à espera de "caixas altas" e "baixas"ou "breves", de muita leitura e escrita prática.

Se neste momento se pensa em implementar a divulgação / educação da CRP nas Escolas, numa prática excelente da chamada "Educação para a Democracia" , também se pode educar para a Cultura .

Reverta-se, deste modo, o lento encerrar do país.

@mmalheiro

 

 

 

 

# Sugar o tutano da vida ( feat. Joy Division)

29.11.15 | marina malheiro

Horácio tinha razão: devemos aproveitar os dias, colher o melhor que a vida nos oferece, sem olhar para trás, independentemente da idade. É-se jovem sempre que o corpo pede amor, dança, construção, vida, para além da idade. Esta vem, depois, quando o corpo deixa de obedecer, apesar da lucidez. Nesse momento a revolta  galopa-nos , por não se conseguir contornar a incapacidade.

É-se jovem sempre para escutar isto e dançar em qualquer lado, sem querer saber o que pensa o condutor do carro da frente ou o peão na passadeira...  ou  para correr. Sem convencionalismos q.b.

Sem q.b. - escute os Joy Division. [CARPE DIEM]

@mmalheiro

                        Disorder, Joy Division ao vivo em França, 1979 ( all rights reserved to Joy Division)

                        @marinamalheiro

 

# Unknown pleasures ( feat. Joy Division)

28.11.15 | marina malheiro

Chile ISS-KimiyaYui (11-28-15)Portrait.jpg

 Chile: Portrait View | International Space Station
Kimiya: "A lot of mountains! and very beautiful."

Credit NASA/JSC, Japanese astronaut Kimiya Yui
Release Date: November 28, 2015

via  Friends of NASA

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

há prazeres únicos e simples, tão simples ...

escute os Joy Division em 1979 ( all rights reserved) e aproveite a vista da Estação Internacional sobre o Chile, o país onde a vista alcança todas as constelações.

@mmalheiro

# Extended 12' version (Siouxsie and the Banshees)

27.11.15 | marina malheiro

e446bcf942e5d61e8189bbdcff2c4a3a.jpg

                                             ANN DEMEULEMEESTER Sp2012 via SAMSON CHOI ( in Pinterest)

                                            [ a vida em gradação. os dias em tonalidade. dança, ritmo, corrida em gradação                                                                                          imperfeita.]

                                                 mais 1x - os sempre excelentes Siouxsie and The Banshees-

                                                            @mmalheiro

 

# Dance with Spellbound ( feat. Siouxsie and The Banshees)

25.11.15 | marina malheiro

tumblr_nj29613SwX1t55xupo1_400.gif

                                                               in http://1980s-90sgifs.tumblr.com/post/109705890665

                                                        Escute aqui e dance. ( all rights reserved to Siouxsie and The Banshees)

                                                       @mmalheiro

                                        

# I don't demand too much ( feat. Nyman in Ingrid Bergman in her own words)

23.11.15 | marina malheiro

4dce3abe5ac8015e26f0a62a3679b9a2.jpg

via Pinterest        Autumn by Aakasha on Etsy ( all rights reserved to Aakasha)

https://www.youtube.com/watch?v=bZU72bHnfdk&hd=1 I don't demand too much ( Michael Nyman, 2015- banda sonora de Ingrid Bergman in her own words). 

[O tempo caminha connosco. Somos fráguas, vento e árvore com raízes. Caminhas comigo , és folha pura. Ternura.]

@mmalheiro

 

# Baralhar e dar de novo ( feat. Michael Nyman : Ingrid Bergman in Her Words)

19.11.15 | marina malheiro

Quando nos morre alguém próximo, baralhamos e tornamos a dar as cartas dos dias.

Apercebemo-nos que não há sempre trunfos. O jogo termina mesmo, um dia, para nós e para os que amamos.

Resgatamos memórias para gerir os espaços que estavam preenchidos e que agora são silêncio.

Mas, resgatamos, sobretudo, a coragem dos Ases que percorreram a nossa vida. Tornamos a dar as cartas e fazemos do carpe diem o nosso jogo.

escute aqui o tema "Rosselini" de Michael Nyman ( 2015) no filme Ingrid Bergman in Her Words

( all rights reserved to Michael Nyman)

8734cc42f856ff5c9ba856f3a23dbfc1.jpg

                                                   via Samson Choi in Pinterest.

                                                  @mmalheiro

Pág. 1/3