Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

# Dos Livros

17.12.13 | marina malheiro

 

                                                                                       

                                                                                       Hans Hoffman

 

                                           Desafia o Sapo. Blogs sobre os Livros marcantes em 2013.

São livros antigos os de um ano,mais de escutas, do que de leituras novas. Marcantes livros antigos com histórias sempre perenes. Se calhar quando os relemos são novos? Ou haverá uma nova leitura consoante o peso dos anos ou da vida em nós? Por isso, eterno o Desassossego de Bernardo Soares, que me levou a pensar que músicas ouviria talvez o mais pessoano dos heterónimos, e que a sua filosofia de vida é, de facto, intemporal. Viveremos em desassossego permanente?

E os olhos retornam a Barro de Rui Nunes, sempre, pois somos construção ou (re) construção continuada :"O mundo começava com uma chegada , que era uma partida. Com uma viagem. É ali: lugar a que mais tarde viria a dar um nome."

Relê-se também um escritor com uma mestria  limpa, magnífica:Hemingway ( Paris é uma festa) para aprender a moldar as palavras como barro, dançar e amar a vida.

 

 

 

                                                                                                       @marinamalheiro

 

                                            " (...) Ah, compreendo! O patrão Vasques é a Vida. A Vida, monótona e necessária, mandante e desconhecida. Este homem banal representa a banalidade da Vida. Ele é tudo para mim, por fora, porque a Vida é tudo para mim por fora"

                                                                            9, in o Livro do Desassossego, Bernardo Soares

 

 

 

 

#1024- The right shoes ( feat. The Walkmen)

16.12.13 | marina malheiro

 

Via Pinterest

 

 

                                                                                                                 @marinamalheiro

 

 

                                                                searching for the right shoes

 

 

                                             

# That lucky old sun( feat. A. Franklin, L. Armstrong , Frank Sinatra, Big Mama Thorton

15.12.13 | marina malheiro
Versão 1- Aretha Franklin, That Lucky Old Sun (1962)
Versão 2    Louis Armstrong, That lucky old sun (1949)
Versão 3, Frank Sinatra, That lucky old Sun (1949)
 e versão 4 Big Mama Thornton, That Lucky Old Sun in Album - Stronger Than Dirt
Escolha a que gostar mais :) o Sol quando nasce é mesmo para Todos
"That Lucky Old Sun is a 1949 popular song with music by Beasley Smith and words by Haven Gillespie."


"Up in the mornin',
Out on the job,
I work like the devil for my pay.
I know that lucky old sun, has nothin' to do,
But roll around heaven all day.
 (...)"


@marinamalheiro

#1021- The Head and the Heart

13.12.13 | marina malheiro

 

Paris, 1962 via Je vous parle d'un temps

 

http://www.youtube.com/watch?v=nvZtVoItXxQ

 

The Head and the Heart - Cats and Dogs & Coeur D'Alene u

"uma hora pode ser fielmente representada no mostrador do espírito por um segundo. "


                                                                       V. Woolf


                                                                 @marinamalheiro

                                                    


                                                        

 

#1020- Do Tempo ( feat .C.Junkies)

11.12.13 | marina malheiro


C. Junkies, Thunder Road, cover do original de B.Springsteen



O tempo avança em nós. As palavras são outras, moldam-se de maneira diferente à divisão das horas, à divisão dos sentires. Peneiram-se as inutilidades, apagam-se as ilusões, maceram-se as dores, guardam-se as saudades. Colhe-se o melhor dos dias. Nas mãos o teu amor puro. Sem matemática.



@marinamalheiro



No dia em que o Mestre Nadir Afonso nos deixou. Eterna será a matemática de sensações cromáticas e imagéticas da sua obra.


No dia em que Manoel de Oliveira completou 105 anos ( admirável ).

# 1017- Não venhas tarde ( feat. Gisela João)

08.12.13 | marina malheiro
Gisela João cantando o clássico fado popularizado por Carlos Ramos ( também muito bom) numa versão excelente ( voz e trinado)

todos os direitos reservados a Gisela João
" (...) que eu chegue cedo algum dia/ e seja tarde demais" 
@marinamalheiro
a todos os que esperam ;)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------