Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

#1008 - Dos Livros e Livreiros ( feat. Brigada Vítor Jara)

30.11.13 | marina malheiro

 

Via Pinterest

 

No dia da Livraria e do Livreiro presto aqui uma homenagem singela a todos os que amam Ler, e , sobretudo, os que amam o cheiro do papel com histórias dentro.

 

Em dias de Kindle e , sim, do manifesto interesse que este tipo de edição digital tem suscitado, não só pelo custo, portabilidade (!), interatividade, tempo... Ainda este mês ,na Gulbenkian, um especialista americano em edição dizia que os livros em papel e as edições digitais iam coexistir.

Um grande alívio para os que como eu gostam de pó - nos livros.!


Saudades da Barateira onde tantas vezes comprei livros com tanta história dentro e pó q.b.  


Neste momento de crise económica, qualquer livreiro é um herói e tem de ser absolutamente inventivo para cativar clientes/leitores; nichos de mercado a preços acessíveis. As redes sociais tornaram-se meios preferenciais de divulgação de eventos - lançamentos de livros, e , logo, futuras vendas. Aplauso também para as pequenas editoras que existem em Portugal e que, todos os dias, lançam novos títulos.

 

E para os que escrevem com "barro dentro"...

 

Fica aqui o link para aqueles que escrevem e desejam publicar https://kdp.amazon.com/select

 

http://www.youtube.com/watch?v=_zxgNzS7NRA

 

Brigada Vítor Jara, Ao romper da Bela Aurora, Eito fora. ( todos os direitos reservados à Brigada Vítor Jara)

 

 

@marinamalheiro

 

 

 

#1006- Dos Remendos ( feat. The Walkmen)

28.11.13 | marina malheiro

 

Hans Hofmann (1880 - 1966) Summer Bliss. 1960. Oil on canvas. 153 x 184 cm. Berkeley Art Museum, Berkeley, CA


Um país remendado por meses, por dias, por semanas, como se remendam vidas com atalhos provisórios. Depois não haverá remendo que valha, nem ao país, nem às gentes. 


 


http://www.youtube.com/watch?v=6QaFK_GvO_s



The Walkmen, Heaven ( trisado neste Blog)

 

 

@marinamalheiro

 





#1005- Das Provas

28.11.13 | marina malheiro

 

 

Nadia Comaneci, 1976

 

 

A(c)tualmente tudo se Prova,  tudo tem de se Provar; que se é competente, que se é bom pai, boa mãe, boa mulher,  bom amigo/a, bom cidadão/ã, bom contribuinte, bom manifestante, bom indignado, bom resignado, bom desempregado, bom trabalhador precário, bom a gerir emoções, bom a fazer sequências matemáticas diárias durante a condução no IC19,

bom a gerir pontuações precárias de vida, ufa!, bom a fazer cálculos infinitesimais sobre as relações humanas, bom a fumar, bom a conduzir, etc, etc.

Bom a Provar que se é Bom professor quando já se Prova há anos e se dá Provas todos os dias!

 

A Prova maior  é não Desistir e não ter Medo das Provas, todas, entenda-se. Ser um (a) corredor de fundo, da milha, todos os dias.


@marinamalheiro

http://www.youtube.com/watch?v=bkdTcuuS9jI

The Walkmen, Another Goes By

 

 

A todos que Provam ;) todos os dias

 

 

 

#1000- Do Coração Independente

23.11.13 | marina malheiro

 

Rua de S.Bento/ Novembro 2013. Foto MMALHEIRO

 

http://www.youtube.com/watch?v=uY98AwveEas

 

Amália Rodrigues, Coração Independente ( CD2 Remasterizado)

 

1000 posts do Jazzística, 3 anos de escrita de um diário gráfico fotográfico, musical, poético, sem pretensões.

 

Tal como no primeiro escrito, volto a Amália, cuja discografia tão diversa e rica, ainda me encanta. deste modo, homenageio Lisboa e um editor discográfico desaparecido recentemente ,que muito contribuiu para a Música Portuguesa, Rui Valentim de Carvalho.

 

A todos os que amam a Música

 

Obrigada por lerem o Jazzística

 

@marinamalheiro

 

 

#999- Photomaton ( feat. M. Kundera)

22.11.13 | marina malheiro

 

"O homem não é mais do que a sua imagem. Os filósofos bem podem explicar-nos que a opinião do mundo pouco conta e que só importa aquilo que somos. Mas os filósofos não percebem nada. Enquanto vivermos entre os seres humanos, seremos aquilo que os seres humanos considerarem que somos. "


Milan Kundera, in A Imortalidade


http://www.youtube.com/watch?v=XUwkGFw226U


Exile Vilify, The National, Vídeo Portal 2 Music Video



@marinamalheiro



 

Pág. 1/4