Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

# 823- Um ofício que fosse de intensidade e calma e de um fulgor feliz

31.12.12 | marina malheiro

Um Ofício que Fosse de Intensidade e Calma

Um ofício que fosse de intensidade e calma 
e de um fulgor feliz E que durasse 
com a densidade ardente e contemporâneo 
de quem está no elemento aceso e é a estatura 
da água num corpo de alegria E que fosse   fundo 
o fervor de ser a metamorfose da matéria 
que já não se separa da incessante busca 
que se identifica com a concavidade originária 
que nos faz andar e estar de pé 
expostos sempre à única face do mundo 
Que a palavra fosse sempre   a travessia 
de um espaço em que ela própria fosse aérea 
do outro lado de nós e do outro lado de cá 
tão idêntica a si que unisse o dizer e o ser 
e já sem distância e não-distância nada a separasse 
desse rosto que na travessia é o rosto do ar e de nós próprios 

António Ramos Rosa, in "Poemas Inéditos"



Pergunta esta escrevente se em 2013 terá capacidade de continuar a escutar sons, ler textos, gostar das pessoas, com o mesmo "fulgor feliz" de todos os anos.


Desejo a todos os que fazem parte da estatística que grassa esta jangada de pedra um ofício "de intensidade e calma e de um fulgor feliz".


 

                                                                          Tame Impala, Apocalypse Dreams, 2012

 

 


@marinamalheiro



821- Da (IN) Justiça

29.12.12 | marina malheiro

U. Srinivas - Kaliyugavaradana

Chocantes as notícias vindas da Índia , país onde as mulheres são absolutamente maltratadas, violentadas e obrigadas a casar com os violadores.
Uma simples ida ao cinema termina em tragédia...
" Na Índia, as mulheres e as raparigas continuam a ser vendidas como propriedade, casadas aos dez anos, queimadas vivas em disputas relacionadas com os dotes e exploradas como escravas domésticas" G.Rehman ( in Guardian/ Via Público - 29/12/12)

E em Portugal- quem protege as crianças? 


"Quero que me ensinem também o valor sagrado da justiça — da justiça que apenas tem em vista o bem dos outros, e para si mesma nada reclama senão o direito de ser posta em prática."

Séneca


@marinamalheiro




# 820- Vudu Xaile

28.12.12 | marina malheiro

Nos balanços de final de ano, os jornais apresentam listas de tudo. E se há muitos livros para ler na lista para 2013 , há músicos que marcam e coincidem com as escolhas dos jornalistas. 

 

Este é um deles. (nº6) no Ípsilon de hoje). Escute esta maravilha.

 

http://www.youtube.com/watch?v=mbMwX0lSMRk

 

 

Norberto Lobo, Vudu Xaile in Mel Azul, Mbari, 2012



"Sem a música para enfeitá-la, a passagem do tempo seria apenas uma sucessão chata de datas ou prazos para a gente cumprir compromissos e pagar as contas." F. Zappa



@marinamalheiro

 

# 819- Marcha dos Implacáveis

27.12.12 | marina malheiro

Este post era para ser dedicado ao Pedro, o da Laura, o do "bom caminho". Mas era gastar palavras. Portanto, é dedicado ao pessimismo. Segundo um artigo de hoje do jornal "Público",(Joana Gorjão Henriques): " O pessimismo pode ajudar-nos a sobreviver e, no longo prazo, a conquistar melhor as coisas, porque aprendemos a desenvolver estratégias e precauções de modo a termos planos B".

A maior parte dos portugueses não tinha plano B. O país não tem plano B. E agora Pedro? 

 

 http://www.youtube.com/watch?v=UtxH59Yu2RM

 

Marcha dos Implacáveis, JP Simões e Afonso Pais ( todos os direitos reservados), 2011

 

 

@marinamalheiro

 

#817 - Da esperança

23.12.12 | marina malheiro

 

Foto - NASA / TERRA À NOITE  in www.nasa.gov

 

Este será um Natal diferente. Difícil para muitos que fazem parte da estatística dos sem trabalho, dos que estão sem tecto, dos que não receberam subsídios de Natal, dos que esperam com incerteza 2013. Todos, os que estão na estatística e fora dela, precisam apenas de uma palavra, única e essência de vida e de resiliência; esperança. 

A todos os que contribuem para acalentar a esperança

A Miguel Portas

A António Ramos Rosa

 

(...) Relações, variações, nada mais. Nada se cria. 
Vamos e vimos. Algo inunda, incendeia, recomeça. (...)


António Ramos Rosa in "A Festa do Silêncio"


http://www.youtube.com/watch?v=WJwLAxlio9w



Eddie Vedder, You've got to hide your love away ( cover do original dos Beatles)



@marinamalheiro

 

 

 

# 815

19.12.12 | marina malheiro

 

 

 

 

 

Oeiras/ Outubro de 2012 / @marinamalheiro

 

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=Ub1qw2MmVOM

 

Neil Young with Crazy Horse , Walk like a Giant (2012)/ Psychedelic Pill

 

 

 

em dias de privatizações em Portugal, país à venda, todo e em risco de desertificação, por emigração massiva. quando chegará alguém que diga

" Gerente, este leite está azedo!!"?

 

 

 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

 

 

Pág. 1/2