Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

# O racionamento da humanidade

28.09.12 | marina malheiro

Surpreendente a notícia do parecer do Conselho Nacional de Ética para as Ciências da Vida. Desumano é o adjetivo mais adequado.

 

"Cortar" em exames vitais para milhares de pessoas- como ecografias, densiometrias ósseas, ecografias mamárias ou pélvicas, TAC, análises, por motivos económicos, porque não podemos viver como ricos, é chocante. No momento em que reformados, doentes oncológicos e outros com doenças prolongadas, porque de facto se prolongam no tempo, não têm dinheiro para medicamentos e os deixam na farmácia, é grotesco.

 

A desigualdade adensa-se e a desumanidade também. Há doentes de primeira e de segunda. Doentes com dinheiro para a alternativa do sistema privado e doentes do SNS que, perante estas ideias surreais, se arriscam a morrer mais cedo, em prol da Economia, neste caso a do Ministério da Saúde.

 

Esperemos que os conselheiros  nunca tenham tido um Cancro ou tenham feito tratamentos de radio ou quimioterapia. Ou então nunca tenham tido casos assim na família.

 

Talvez, quem sabe, em vez do líquido da quimio lhes correr pelas veias adentro, lhes corresse , mesmo racionado, um fio de humanidade.

 

Ficam aqui as palavras de um médico talvez menos racionado : "O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, classificou o parecer da comissão de ética como “desumano e redutor” e perguntou: “Vamos regressar ao princípio Ceausescu de que o mais barato é o doente morto? Quem vai perguntar aos doentes se prescindem de viver mais dois meses porque é caro?”.


in www.publico.pt


'O inferno são os outros' - disse Sartre. E é sobretudo por isso que se usam óculos escuros."


Vergílio Ferreira


@marinamalheiro

 



# 768- Work Song

26.09.12 | marina malheiro
Nat Aderley, Work Song, 1960
 
 
"Quais são as tuas palavras essenciais? As que restam depois de toda a tua agitação e projectos e realizações. As que esperam que tudo em si se cale para elas se ouvirem. As que talvez ignores por nunca as teres pensado. As que podem sobreviver quando o grande silêncio se avizinha."
 
Vergílio Ferreira

 

# 767

21.09.12 | marina malheiro

 

 

"A alegria do que nos alegrou dura pouco. A dor do que nos doeu dura muito mais. Vê se consegues poupar a alegria e esbanjares o que te dói. Vive aquela intensamente e moderadamente. E atira a outra ao caixote. Talvez chegues a optimista profissional e tenhas uma bela carreira de político."

 

Vergílio Ferreira - via www.citador.pt

 

#766- TS to U & a sopa do Sidónio

19.09.12 | marina malheiro

Quase a chegar o dia da decisão sobre a alteração, recuo  da TSU no Conselho de Estado, urge sublinhar os 15 pedidos de ajuda por hora à Cáritas, urge sublinhar que há novos pobres- sem dinheiro para pagarem matrículas, passe, comida dos filhos nas escolas, reformados que deixam os medicamentos na farmácia porque não os podem pagar, doentes oncológicos sem dinheiro para medicamentos específicos ou sem medicamentos disponíveis, professores (milhares) não colocados- aguardando subsídios de desemprego que tardam, enfim, pessoas sem PÃO, sem TRABALHO., desempregados que emigram para outros países como o Luxemburgo ( 10 por dia).

 

Para onde irá o país? Todo para Sopas do Sidónio? Sopas dos pobres? ou com pobreza envergonhada?

 

 

 

Deixo aqui para que se leia e reflita- o texto da Cáritas Portuguesa

 

http://www.caritas.pt/site/nacional/index.php?option=com_content&view=article&id=3634:crise-gravissima-cooperacao-reforcada&catid=177:noticias&Itemid=15

 @marinamalheiro

# Lisboa, cidade aberta - 15/09

16.09.12 | marina malheiro

 

15 de Setembro ficará certamente marcado como um dia memorável ,em que , por todo o país, manifestações apartidárias e pacíficas levaram os cidadãos para as ruas contra  as medidas excessivas de austeridade.

 

Fomos muitos, milhares mesmo, descendo as ruas, descendo a avenida de berna, a minha avenida enquanto estudante e da qual partiram muitas manifestações nos anos 90, uma delas terminou na AR com violência policial, outra terminou com um artigo no jornal Público e passámos todos a ser a Geração Rasca.

 

Todos, de várias gerações, hoje em Lisboa, marcando um redondo " não."

 

Foto MMALHEIRO/setembro 2012

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=7kBZZQ22V5s

 

Zeca Afonso, Um homem novo veio da mata

 aos meus pais que também fizeram abril e ainda o guardam

 

@marinamalheiro

# Crise κρίσις

14.09.12 | marina malheiro

Parece que há crise, palavra que ironicamente tem origem na Grécia, cujo primeiro significado poderá ser julgamento ou decisão.

 

Vale a pena ler o artigo de hoje no Público  de Vasco Pulido Valente "A crise do Governo". 

 

 

http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/presidente-da-republica-convoca-conselho-de-estado-1563092 21 de Setembro

 

 

Foto Marina Malheiro / Praia do Abano/ Cascais/ Setembro 2012

 

E amanhã é Hora!

 

http://www.youtube.com/watch?v=NQ_-Ci3HME8&feature=g-vrec

 

Sigur Rós, The Nothing Song, (2002)

 

"Quando escrita em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade."


J. Kennedy


@marinamalheiro

# 760- Espadas e jogos financeiros

12.09.12 | marina malheiro

Um dia depois do Ministro das Finanças falar em conferência de imprensa e numa entrevista à SIC sobre as novas e inacreditáveis medidas de austeridade, não há palavras. Espadas e jogos financeiros nos rodeiam.  Dia 15 é dia de indignação.

 

Ler outros e subscrever inteiramente estas palavras

 

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=578019 As espadas por Pedro Santos Guerreiro

 

 

http://www.dinheirovivo.pt/Artigo/CIECO058781.html A Jogada por André Macedo

 

 

"Os economistas tinham sobretudo a obrigação de não nos andarem a calcular inflacções e a taxa de juro e essas coisas, mas dizerem de que maneira é que nós podemos fazer avançar a gratuitidade da vida."

 

             Agostinho da Silva ( via www.citador.pt)

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=FK-KC2aQpcI

 

Arvo Part, Silentium (1998)

 

 

@marinamalheiro

 

 

Pág. 1/2