Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzística.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzística.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

Jazz & Fitzgerald

20.05.11 | marina malheiro

" A palavra jazz , até se tornar respeitável, começou por querer dizer sexo, passando depois a querer dizer dança e, finalmente, música."
 
F.Scott Fitzgerald in The Crack up e outros escritos,(2011, p.29), Relógio d'Água
 
Jan Garber & His Orch., voc. Benny Davis - Baby Face (Akst), Victor 1926
 
Jan Garber teve um "hot band" nos anos 20, uma orquestra "doce" nos anos 30 e swing nos anos 40

 

White room

20.05.11 | marina malheiro

 

Cream, White Room

 

 

"In the white room with black curtains near the station.
Blackroof country, no gold pavements, tired starlings.
Silver horses ran down moonbeams in your dark eyes.
Dawnlight smiles on you leaving, my contentment."

 

Cream (1968)

 

No dia em que se anuncia isto em Portugal não há palavras para descrever a decadência do estado social em Portugal

 

@marinamalheiro20110520

 

 

 

 

Santa chuva

18.05.11 | marina malheiro
Maria Rita, Santa Chuva, 2007
"Vai chover de novo,
deu na tv que o povo já se cansou de tanto o céu desabar,
E pede a um santo daqui que reza a ajuda de Deus,
mas nada pode fazer se a chuva quer é trazer você pra mim (...)".
Pedindo chuva boa para ti que deixas raízes em nós e para ti amável para os outros 
Para M.L. Malheiro e para L. Valentim

The Crack Up

17.05.11 | marina malheiro

 

Nowhere to run, Martha  Reeves and the Vandellas, 1966

 

" O que ela me dizia conseguiu fazer-me reagir um pouco, mas sou um homem que pensa devagar, e ocorreu-me ao mesmo tempo que, de todas as forças naturais, a vitalidade é a única incomunicável. Nos dias em que a seiva vital afluía como um produto isento de impostos, eu tentava distribuí-la em redor; mas sempre sem êxito, porque, para continuar com as metáforas, a vitalidade nunca "pega"  ".

 

F. Scott Fitzgerald, The Crack- Up e outros escritos, Relógio d'Água Editores, Março de 2011, p16

 

Venus as a boy

16.05.11 | marina malheiro

CHICK from Mayki on Vimeo.

 

Filme de animação de humor sobre a relação homem/mulher

 

WRITER AND DIRECTOR: Michał Socha,PRODUCERS: Michał Socha, Platige Image, EXECUTIVE PRODUCER: Marcin Kobylecki, MENTOR : prof. Hieronim Neumann(Academy of Fine Arts in Warsaw), ANIMATION: Michał Socha, MUSIC: Paweł Szamburski (clarinet), Karol Maśluszczak (piano), Tomasz Bandyra (bass), Roman Ślefarski (drums), Dj Lenar (gramophone), SOUND DIRECTOR: Jarosław WÓjcik, SOUND DESIGN : Maciej Tęgi, MUSIC MIX : Rafał Smoleń, THEATER MIX: Tomasz Dukszta c.a.s., DIGITAL POSTPRODUTION: WFDiF Małgorzata Rogulska (Laboratory Manager), PROMOTION & DISTRIBUTION : Platige Image

( todos os direitos autorais reservados aos autores indicados )

 

 

 

 

por entre os pingos de chuva com humor :)

 

@marinamalheiro

 

 

Storia

16.05.11 | marina malheiro

 

Mayra Andrade, Stória, Stória, 2009

 

" tanto stória bo contabo di força di sentimento ..."

 

Após ver Éden de Daniel Blaufuks ( 2011), um documentário lindo sobre o cinema na Ilha de S.Vicente em Cabo Verde, sobre a sua importância cultural e social na dinâmica da ilha.

 

Recordando com saudade a querida Sara Harries que amava Cabo Verde 

 

@marinamalheiro20110516

 

 

Samantra

15.05.11 | marina malheiro

 

Norberto Lobo, Pata Negra, Samantra, 2009, MBARI

 

 

 

Escutando os acordes da guitarra de Norberto Lobo; " o resultado da acção do tempo sobre os princípios de “Mudar de Bina” (Bor Land, 2007) e “Pata Lenta” – para os quais são lançadas pistas e dos quais se retiram ensinamentos – e, em simultâneo, a fixação do instante em que mais claramente encontra um humilde e generoso autor (...)" ( In Nota de Imprensa no Lançamento de Fala Mansa, Maio de 2011)

 

Samantra é um nome de origem aramaica. Significa aquela que ouve :)

 

@marinamalheiro20110515

NEDS

14.05.11 | marina malheiro

Foto de Robert Doisneau

 

 

Na noite de NEDS ( Non Educated Deliquents) de Peter Mullan no Indie Lisboa; excelente filme sobre as sementes de violência nos jovens, a necessidade de integração dos bons estudantes na escola, em particular no grupo e na sociedade.

Neste caso, os bons estudantes, pobres e que vivenciam problemas na família. Mullan apresenta a dura realidade, nada cor de rosa com metáforas de ternura e alguma ironia.

 

Ned é um termo utlizado na Escócia para classificar os jovens que usam roupa desportiva e estão relacionados com a prática do vandalismo e da pequena criminalidade. Surgiu primeiro na década de 60 e depois foi divulgado na década de 70 no programa Crimedesk de Bill Knox.

 

 

Craig Armstrong, Banda Sonora Neds, 2011

 

@marinamalheiro

 

Redemption Song

11.05.11 | marina malheiro

   " A meu ver, aquilo que a maior parte das pessoas quer dizer com "paz" é vitória. A vitória do seu lado. É isso que " paz" significa para essas pessoas, ao passo que para as outras significa derrota."

 

Susan Sontag , "A consciência das palavras" in  Ao Mesmo Tempo,Quetzal, 2011, p.163

 

 

 

30 anos após a morte de Bob Marley  que foi considerado o maior cantor de música reggae.

 

A canção Redemption Song foi escrita em 1979 ( Álbum Uprising) quando lhe  foi diagnosticado o cancro que o mataria.

É considerada o " canto de cisne" de Marley. Existem várias covers como a de Stevie Wonder ou dos Chieftains.

Hoje é prestada uma homenagem a Bob Marley .

@marinamalheiro20110511