Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

Song for Che

31.03.11 | marina malheiro

 

Charlie Haden e Ornette Coleman in "Crisis", Song for Che ,1971

 

Uma composição polémica- Charlie Haden esteve em Lisboa em 1971 e decidiu dedicar esta canção aos revolucionários anti-colonialistas.

Foi detido pela PIDE-DGS, posteriormente libertado e levado para os Estados Unidos , tendo sido interrogado pelo FBI.

 

@marinamalheiro201103031

 

 

 

what's going on?

30.03.11 | marina malheiro

 

 

 

Marvin Gaye, What's going on ?in Save the children, 1973

 

no dia em que o PM demissionário faz comunicado ao país, em que o BBB estabelece uma cotação abaixo de lixo a Portugal,

continuando a não haver entendimento entre líderes partidários, esperando-se o FMI...

no dia em que uma auditoria não sabe quantas fundações há em Portugal,

no dia em que se tomou conhecimento da falta de verba para a Protecção Civil,

no dia em que se noticia que o desemprego vai aumentar, que a Irlanda manda carta ...,

no dia em que se sabe que o Tribunal de Sintra funciona com tinteiros do de Oeiras e que não haverá cerimónia do 25 de Abril no Parlamento pois a Assembleia estará dissolvida, e agora?

e agora, José, Pedro, Paulo, Francisco, Jerónimo e todos os nomes que decidiram ter nas mãos a política?

o povo aguarda, sereno, e a luta continua sempre: Felizmente há luar!

 

@marinamalheiro20110330

 

the bare necessities

29.03.11 | marina malheiro

 

Louis Armstrong, the bare necessities, 1967 ( banda sonora do filme da Disney- Junglebook)

 

 

após uma noite na Aula Magna em Lisboa onde o magnífico reitor Nóvoa e ilustres debateram as necessidades básicas do país na actual conjuntura.

fica a frase de Lídia Jorge " O incêndio está à porta..." sobre a grave crise política mas sobretudo, a da jovem e premiada cientista, que apelou ao brio de todos, desde o vizinho ao Primeiro- Ministro. sejamos, então, briosos na atitude , no levantar da voz e na reconstrução do país.

 

@marinamalheiro20110329

 

 

Homecoming queen

27.03.11 | marina malheiro

 

Bernardo Sassetti, Homecoming queen, in Motion, 2010 (ao vivo no S.Luiz)

 

 

segues no movimento das peças

do teu xadrez

jogando os afectos, a saúde, a paz

como peões obedientes

a teu mando

 

és rainha

empunhando a coragem

nas mãos

marcadas pelas linhas da vida

com flores para nós que te amamos.

 

@marinamalheiro20110328

 

 

Saiu para a rua

27.03.11 | marina malheiro

Luísa Sobral, Saiu para a rua ( cover do original de Rui Veloso), in Not there Yet , 2011 ( todos os direitos reservados a Luísa Sobral)

 

abraçando a noite e o tempo  novo com Jazz português na linda voz e sonoridade  de Luísa Sobral

 

 

  

 

IC 19- Junho de 2010 * foto minha ( todos os direitos reservados)

 

@marinamalheiro20110327

Electrobossa & samba poético

26.03.11 | marina malheiro

 

Não falo português, Buscemi And The Michel Bisceglia Ensemble - Jazz Works, 2010

 

 

in omarpareceazeite.blogspot.com

 

 

de pés nús para a vida dança o samba

rodopiando o corpo frondoso

de ramos floridos

 

traz em si a raiz

dos sentires

assente na terra livre e nua

 

a dança é solitária e feliz

trazendo os ritmos do corpo

misturando alegrias e tristezas

 

pela praia de Borges

corre em liberdade

 

@marinamalheiro20110326

 

 

Uma estrela e um leão

24.03.11 | marina malheiro

 

Quem tem medo de Virginia Wolf com Elizabeth Taylor e Richard Burton, 1966 (Albee)

 

morreu esta semana " a gata em telhado de zinco quente"- Elizabeth Taylor aos 79 anos.

deixo aqui um excerto de um dos grandes filmes em que contracenou com aquele que foi  o amor da sua vida, Richard Burton.

 

e ao grande leão que nos deixou esta semana e que muito fez na Rádio, TV e Cinema e na bola ;) 

 

 Artur Agostinho em " O Leão da Estrela"

 

 @marinamalheiro20110324

O caminho da democracia

24.03.11 | marina malheiro

 

 

 

As sete mulheres do Minho, Zeca Afonso, Album Fura- Fura ( todos os direitos reservados)

 

 

No dia em que o primeiro-ministro se demitiu e o país caminha na incerteza mas em democracia. Perante as dificuldades tem de haver pulso para dizer não e lutar sempre.

 

Lembrando uma história de força, a de Maria da Fonte, uma revolução que rebentou no Minho em Maio de 1846 contra o governo de Costa Cabral.

 "A causa imediata da revolta foram umas questões de recrutamento, e a proibição dos enterramentos feitos dentro das igrejas, em que desempenhou um papel irrequieto e activo uma desembaraçada mulher das bandas da Póvoa de Lanhoso, conhecida pelo nome de Maria da Fonte. Os tumultos multiplicaram-se, tomando afinal as proporções sérias duma insurreição, que lavrou em grande parte do reino. " in http://www.arqnet.pt

 

 

À minha bisavó Emilia Alonso

 

@marinamalheiro20110324

 

 

 

 

 

 

Queda do Império

22.03.11 | marina malheiro

 

A queda do Império , Vitorino ( todos os direitos reservados)

 

aguardando a queda do império, parco e pequeno, no rectângulo à beira do Atlântico a que alguns chamaram Reino da Dinamarca ou Jangada de Pedra....em dia de chuva lá fora e cá dentro

 

@marinamalheiro20110322

Curva do abraço

21.03.11 | marina malheiro

 Difícil se constrói o abraço

 de dois fios

 de vida

 cada um de sentir diferente

 

 Difícil alcançar a palma da tua mão

 escorregando pelo tempo

 em amargura

 

 Os olhos são rasos de água

 o corpo é mar

  e em ti trazes a tua solidão

 

  As vozes cantam sonoridades

  agudas

  guardando dores breves

 

  Não saem palavras conjugadas

  a par

  o verbo é individual

  e o texto divide-se

  num final lento.

 

 

 

Bruce Springsteen, The River, 1988 

 

@marinamalheiro20110321 

 

Pág. 1/4