Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

Olhar

30.01.11 | marina malheiro

 

 

Gulbenkian

Foto minha*

Gulbenkian, 27 de Janeiro de 2011

 

Coloco o olhar na minha mão

a luz espera suave

conjugada com o acaso

num momento perfeito

como música 

 

fotografo o tempo

da tua vida

guardando-o na memória

perene ficará nos textos

e em ti

 

para além deste instante

Tudo é ínfimo e nada, nada importante.

 

@marinamalheiro20110130

 

 

 

 

Triângulo

30.01.11 | marina malheiro

Phil Thorton & Hossam Ramzy, At the gates of Citadel

No dia em que descem sobre os céus do Cairo os caças procurando presas entre aqueles que lutam pela liberdade no Egipto nas ruas, sem medo ...

@marinamalheiro20110130

Sitiados

28.01.11 | marina malheiro

Sitiados, E ela cega, in Vida de Marinheiro

 

Coloco aqui esta música em homenagem a João Aguardela recente e precocemente desaparecido, deixando saudades ... mas também recordando o primeiro concerto a que assisti no Campo Pequeno ( no velho Campo Pequeno) com os Sitiados a fazerem a primeira parte do Chris de Burgh, o cantor da "Lady in Red"(1990). Assisti à estreia dos Sitiados como banda ao vivo :) e "estreei-me" também eu nos concertos ao vivo. ... porque a música é poesia que navega

@marinamalheiro20110128

 

Sophia & Patti Smith

28.01.11 | marina malheiro

Versão  Pop- Jazzy de Patti Smith de Pastime Paradise (S. Wonder), 2009

 

Na semana em que se homenageia Sophia de Mello Breyner deixo aqui uma versão de uma música cantada por outra poeta: Patti Smith.

 

Ficam também as belas palavras de Sophia invocada ontem e hoje na Gulbenkian em Colóquio Internacional:

" A poesia não inventa outro Mundo mas procura a verdadeira vida". Sophia de Mello Breyner Andresen

 

"Eu nasci em Illinois ... mainline da América ... 
bater a merda ... cortiço Chicago 
vermelho grande ratos olhos na noite ... ratos mortos para burlar a noite 
Manhã ... Esperei o tocador de realejo 
com a minha níquel para a taça macacos 
Gingerbread Man ... o homem do algodão doce 
menina má ateando fogo às latas de óleo 
funcionar como escapar do inferno no caminhão icemans 
Eu era um pato coxo feio 
mas eu tive sorte (...) ".

Patti Smith, Autobiografia, 1971 ( tradução português do Brasil)

Mustang Sally

27.01.11 | marina malheiro

  

 

 

 

conduzindo por caminhos dançáveis na estrada da Vida

  

 

 

 

 

Mack Rice, Mustang Sally, 1965 ( original)

 

 

" ride Sally, ride !"

 

 

Número inteiro

26.01.11 | marina malheiro

Gary Jules, Mad World, banda sonora do filme Magnólia

 

és número inteiro

na divisibilidade que o Mundo faz,

estrutura sólida

na arquitectura dos sentidos

 

és número inteiro

 contável e anónimo

na circular da Vida

 

multiplicam-se pelos caminhos

os números inteiros

diferentes da matemática perfeita

 

diminui-se a esperança

de os abraçar inteiros e felizes

no caminho construído  por  palavras

 oblíquas

e sem sabor.

@marinamalheiro20110126

 

Rosa

25.01.11 | marina malheiro

  

  sobre as rosas do teu rosto

há um caminho traçado com marcas

 da tua alma

jovem

em corpo grisalho mas ágil

 

na epiderme és toda riso

e choro,

rosa em jardim de outono

com orvalho breve e feliz.

 

@marinamalheiro201101225

 

A Maria de Lourdes Malheiro com mil abraços filiais

 

 

Pretty in Pink cover pelos The National

ângulo oblíquo

23.01.11 | marina malheiro

 

The Divine Comedy, Assume the perpendicular, 2010

 

assumindo o ângulo oblíquo a uma linha política que hoje venceu as eleições presidenciais

 

sempre contra demagogias e atentados à liberdade

 

continua a luta

@marinamalheiro20110123

All the president's men

23.01.11 | marina malheiro

Os homens do Presidente com Robert Redford e Dustin Hoffman, Alan Pakula,1976

 

Filme clássico sobre o escândalo Watergate que levou à demissão de Nixon a rever em dia de eleições presidenciais em Portugal

desejando que ganhe a democracia materializada num corpo de homem com pés de barro mas assumindo-os com absoluta integridade

 

 

 

The Strokes cover de Mercy, Mercy me de Marvin Gaye

 

Pág. 1/5