Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

http://jazzistica.blogs.sapo.pt

Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia

malmequeres

23.05.10 | marina malheiro

dispersos na terra madrasta

os malmequeres

 

cosidos à terra,

fecunda para os outros seres vivos

daninha para os que vivem do pão

 

irritantemente belos

os malmequeres

povoam o espaço da desesperança

onde as casas

são casebres

onde as vidas

são rôtas e

tristes

 

lá ao Longe

e tão perto do corpo

desenha-se a pista

onde os outros partem

em vidas cosidas e felizes

 

irritantemente belos

os malmequeres

trazem pinceladas de cor

aos que ali ficam sempre

em aterros de miséria

 

as linhas da terra

dividem as sortes

dividem os sonhos

ficam ali, selvagens, os malmequeres

irritantemente belos

contigências felizes!

 

mm20100523

 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.