http://jazzistica.blogs.sapo.pt
Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia
08 de Março de 2017

3cbc44f4736a1724e2ba49c693428b63.jpg

                                            Carol Goodden. Walking on the Wall. Photo, 1971.

 

                                          [ há momentos em que nos apercebemos que há muitos que caminham nas paredes, deixaram de caminhar normalmente. são como animais selvagens. apercebemo-nos de que há uma decadência de valores nestes selvagens imberbes. olhar para o lado e assobiar serão soluções?]

@mmalheiro

publicado por marina malheiro às 11:32 link do post
05 de Janeiro de 2017

46dbdb427e19b96f7f62be2c080b2efc.jpg                                  Há dias escreveu José Pacheco Pereira um magnífico artigo no jornal "Público" [ "A ascensão da nova ignorância"] . Acrescento ,aqui , algumas ideias que poderão ser livremente objeto de discordância para quem lê o que escrevo por "pura carolice" neste Blog.

Conclui (JPPereira) o seu artigo afirmando que " (...) Como na nova ignorância, se trata de uma atitude hostil ao saber e ao seu esforço, mais do que um efeito de fonte única, há uma guetização da opinião, com arrregimentação entre os próximos e a diabolização dos "outros".  De facto, é cansativo ler os comentários dos leitores nos jornais online ou em páginas de redes sociais, dada a violência verbal que é utilizada, sem qualquer moderação por parte das redações dos jornais.

Numa sociedade de conteúdos como é a sociedade atual, a da desinformação, é fácil escolher o conteúdo mais adequado sem se problematizar sobre nada, sem se investigar a fundo um tema, sem se recorrer a sites, a apps, ao mundo digital. Isto é claramente observável no contexto escolar, no qual os jovens produzem trabalhos com base em motores de busca na web que lhes fornecem a informação necessária, sem verificação e fidedignidade.

Há 20 anos atrás qualquer estudante universitário português consultava documentos em mão, nos "reservados" da Biblioteca Nacional, por exemplo, e sentia nisso um imenso prazer.

Existem neste momento bases de dados fidedignas como a da Biblioteca Nacional ou do Projeto Gutenberg. Neste último projeto trabalham revisores voluntários com o objetivo de fornecerem obras antigas a todas as pessoas, em todo o mundo.

Deve coexistir esta vontade de pesquisar e problematizar sobre o mundo que nos rodeia  quer na versão em papel ou no formato digital . Não pode ser uma vontade acéfala mas construtiva, de pleno crescimento pessoal.

Os professores têm desenvolvido um trabalho meritório neste aspeto, tentando lutar contra esta "nova ignorância"  que comporta também, consequentemente, crescentes formas de violência.

Felizmente há quem desenvolva na área da Filosofia para Crianças autênticas maravilhas, colocando pequenos pensadores no caminho daquilo que é fundamental - a reflexão sobre o mundo ( ainda que seja ainda pueril)- e é isso, essa pérola, que dá ainda muito alento a quem ensina.

ao meu filho Manel.

@marinamalheiro

 

publicado por marina malheiro às 17:07 link do post
03 de Junho de 2016

                                         

e232ccfd279ac3d6b4869145f2221fa8.jpg                                             Foto de Henri Cartier- Bresson, 1959 via Robin Well in Pinterest

                                            ( tous les droits reservés à Henri Cartier Bresson)

                                             escute esta versão  da canção "If you need me" por Wilson Pickett que poderia ser usada numa qualquer campanha publicitária para telefones ou telemóveis...

                                              a todos os que como eu que deixaram de ter Facebook, priviligiando a rede social  mas  cá     fora.

                                           @mmalheiro

                                            

                                           

 

publicado por marina malheiro às 17:39 link do post
30 de Maio de 2016

Corroborando o que um blogger escreveu aqui ( direitos reservados ao autor de Rabiscosdeummaldisposto.blogs.sapo.pt)

 

é melhor falar menos nas redes sociais, falar mais com os amigos, família, colegas, vizinhos, com o senhor da pastelaria,etc,  pessoalmente,

e ouvir músicas como estas duas

                                        ( all rights reserved to The Coasters)

 

                                       

                                         ( all rights reserved to Joe Jones)

                                         @mmalheiro

                                        

 

 

 

publicado por marina malheiro às 21:23 link do post
24 de Outubro de 2015

c7c031bb295411a0a19c8f78c8d55661.jpg

                                                                Pinterest via Samson Choi

Numa sociedade com tantas palavras, como criar o silêncio necessário para se criar a palavra certa ou mais importante?

Escutando.( all rights reserved to Bjork)

@mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 22:54 link do post
15 de Outubro de 2015

d2c5e09795805a32047debdb8bced079.jpg

 

                            Imagem do ilustrador Greg Guillemin in "The secret life of Heroes" ( todos os direitos reservados a Greg Guillemin) https://open.spotify.com/track/5GocGQpK2byhYp33zdvfw3 ( all rights reserved to David Fonseca)

                         "Quase ninguém repara em ninguém. Em parte porque o espaço que nos circunda está cheio de chamadas, de perigos e de júbilos; o ser humano, longe do que se pensa, é o que menos se nota no mundo."                             Agustina Bessa-Luís 

                             

                                               @mmalheiro

                             

publicado por marina malheiro às 21:37 link do post
08 de Outubro de 2015

Sigur Rós ao vivo, Festival, ( all rights reserved to the magnificent Sigur Rós)

                       Pode haver todo o tipo de notícias hoje mas esta é, sem dúvida, a mais importante.

                       @mmalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 20:42 link do post
07 de Outubro de 2015

1928 Inauguração da Linha Lisboa-Madrid[5].jpg

 Inauguração do serviço telefónico Lisboa- Madrid ( 1928)- PT

 Na espuma dos dias, mesmo que se inventem novos telefones, auriculares wi-fi, tablets, pc ultrasofisticados, sype, viber, etc, a comunicação é difícil em sociedade.

Ouve-se o que se quer ouvir, escolhe-se o que se quer dizer, guarda-se para dentro aquilo que deve ser dito sem desvelo, ou diz-se impiedosamente o que deve ser ocultado pela ética, pela retidão que tem de haver. Muito ruído para nada, numa vida tão curta.

Portanto, se calhar não se deve dizer Nada. Silêncio mas olhos nos olhos.

Praticar o mutismo assertivo e bom.

Depois chegará o que não foi dito em modo sustenuto, depois vibrato e allegro.

Limpa-se a pauta e avança a música seja por que caminho for.

Com os amigos a pauta é mais fácil e musical ( por vezes), já com os amores exige refazer a música muitas e muitas vezes, até à orquestração ou versão acústica a dois violinos, ou violoncelo , naquele momento.

Tudo uma questão de Música- como esta- https://www.youtube.com/watch?v=Ss4SpKCcb_U&hd=1 (Neil Young- Harvest- 1992- all rights reserved to Neil Young).

@mmalheiro

                     

 

 

 

publicado por marina malheiro às 22:38 link do post
21 de Maio de 2015

no tempo da sociedade que vive em ritmo veloz há cada vez mais a apologia do não pensar.

pré-formatação em tudo , como se a vida diária fosse uma compilação de APP's para cada situação, até para beber um simples copo de água.

existem agora aplicações para se ser acordado por um desconhecido em versão de rede social , existirão no futuro redes  sociais para vizinhos do lado que dão um pézinho de salsa ou sal q.b.?

tudo tem de ser fotografado, gravado , editado, para ser visto e lido "ene" vezes. e para quê?  para exaltar o heroísmo, a vaidade ou a violência desmesurada ou os egos?

qual o papel da memória e da recordação? entrará tudo em modo "delete"- emoções, caminhos, vivências, músicas, sonhos?

 sou apologista do modo carpe diem mas também do modo "cogito ergo sum".

ouça aqui os fantásticos Interpol que estarão no Nos Primavera Sound no Porto , pensando um bocadinho...

@marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 17:11 link do post
28 de Outubro de 2012

 

Paul Newman e Joan Woodward / anos 60

 

 

" (...) As sociedades industriais transformam os seus cidadãos em viciados de imagens; trata-se da mais irresistível forma de poluição mental.(...)

Não seria errado falar de pessoas com uma compulsão para a fotografia, transformando a própria experiência numa forma de visão.

(...) Hoje em dia, tudo o que existe, existe para acabar numa fotografia".

 

Susan Sontag, Ensaios sobre fotografia, Quetzal, Outubro 2012, 1ª edição ( portuguesa) / edição original 1973

 

A brilhante Susan Sontag que nos deixou páginas de ensaios fascinantes sobre literatura, música, filosofia, política, deixou-nos também estes ensaios sobre fotografia, muitos anos antes de existir Internet e redes sociais como o Facebook que materializam o que escreveu.

 

E como este verbo- Refundar- está na "ordem" dos dias, das horas- refundaremos a fotografia? e os fotografados?

 

E se durante dias não houvessem imagens a circular? 

 

http://www.youtube.com/watch?v=u925g6CgKuw&feature=related

 

Neil Young, Heart of Gold ( todos os direitos reservados a Neil Young)

 

Trisado neste blog

 

 

@marinamalheiro

 

 

 

publicado por marina malheiro às 23:20 link do post
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Mensagens
Tracker
Posts mais comentados
sitemeter
Sitemeter
Wook
Wook
Pensa num Número - www.wook.pt
Facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda estou em choque com tamanha tragédia!Os rela...
Melhor que a música, a companhia...
Obrigada pelo teu comentário. Para quem gosta de c...
Pois... não é por snobismo que moro onde moro,é me...
Caro ZT,obrigada pela referência. :)Saudações jazz...
Lembra Black Moth Super Rainbow.Inebriante.
Feel free to blush
Ai que ruborizo :)
Adorei caro Fio de Beque. Obrigada pela partilha. ...
Era esta :D https://youtu.be/XviMAXKvewM
blogs SAPO