http://jazzistica.blogs.sapo.pt
Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia
31 de Julho de 2017

Camel, Lady Fantasy, 1974 (Mirage)

Os amores da vida são quem transportamos no ventre,  aqueles pelos quais acordamos a meio da noite quando têm pesadelos, a quem damos a mão pela primeira vez e todas as vezes enquanto a mão for ainda nossa, a quem respondemos o que é a morte, a separação, o amor, os dias, as perdas e os ganhos no crescimento diário. Os amores da vida, os filhos, fazem-nos melhores. Gente melhor.

Ao meu pequeno poema e ao Manel.

@mmarina

publicado por marina malheiro às 19:34 link do post
21 de Maio de 2017

665dcbce7cd969b97b0af479a303936b.jpg

Foto  via Pinterest

[ pode-se questionar tudo: o inexplicável, os acasos, aquela doença que é um azar tremendo para muitos ( por que raio não a extinguem de vez?), as ninhariazinhas com que se debatem muitos diariamente na sua coexistência com os outros e que são resto zero na matemática final ( pura estupidez!), a fome, a guerra, as atrocidades diárias, a violência gratuita, as desigualdades sociais, etc, etc.

Pode-se questionar tudo, menos de que a vida é de algum modo, circular e nos coloca sem nos apercebermos novamente na "casa da partida" de um qualquer jogo de tabuleiro. Desta vez, não é preciso comprar nada, nem o "Rossio".]

music by Beach House , 2017- via BeachHouseVideoZone ( all rights reserved to Beach House)

@mmalheiro

ao ZT

ao Manel

 

 

publicado por marina malheiro às 19:10 link do post
04 de Janeiro de 2017

[Os dias brindam-nos com um tempo novo, mesmo que a alma vá envelhecendo lentamente como um outono tardio.

Em nosso redor, os nossos ganham cabelos brancos, rugas bonitas e fráguas várias.

Tu cresces viçoso como uma árvore bonita, uma cerejeira a despontar no caminho, indiferente no teu mundo redondo e pueril.

Sentamo-nos num banco liso e translúcido, frente à praia de sempre, em silêncio. Pensar é música e silêncio e a tua mão.]

 

Escute aqui o excelente concerto, dado há um mês em Berlim, por Katie Melua ( all rights reserved to Katie Melua)

@mmalheiro

publicado por marina malheiro às 10:12 link do post
19 de Dezembro de 2016

f11dacf2847d77db01859aa2c8e16d2f.jpg

                                                      by xuan khanh nguyen , Vietnam

 

                                                     Leonard Cohen escreveu no seu Vencidos da Vida (1966) de modo "torrencial e frenético" :  " um homem traduz-se numa criança que interroga tudo o que existe numa língua que ele mal domina. Estuda o livro.".

Felizmente há quem se interrogue sobre a era da (des)informação em que vivemos, bombardeados por informação, por todos os meios, muita sem credibilidade, muita sem interesse.

De facto, o interesse pelo mundo que nos rodeia é necessário, sempre :desde a idade daqueles que alcançam resultados positivos em estudos PISA ou em rankings nacionais de sucesso educativo ( contabilizando-se sempre o progresso alcançado e não apenas um resultado final) para que se formem homens e mulheres completos e cívicos.

Numa era que alguns designaram de vazio ( Lipovetzky) importa interrogarmo-nos para criarmos sentido.

Leia aqui o excelente texto de Rui Tavares sobre a era do interesse negativo.

@mmalheiro

 

 

 

publicado por marina malheiro às 00:09 link do post
13 de Outubro de 2016

394fef6e733f72032f23f3999c113b16.jpg                                                                        Guitarra de Bruce Springsteen ( foto in Pinterest).

Sem pensar ainda muito sobre o Nobel  de Bob Dylan- é verdade que outros escritores eram merecedores mas também é verdade que muitos escritores são também músicos, veja-se o caso de Patti Smith , de Boris Vian ou Leonard Cohen. 

A fantástica capacidade ( de apenas alguns) de reproduzir em palavras os pensamentos e as músicas que ocupam as nossas áreas cerebrais ter-se-á de confinar apenas ao ângulo certo da perspetiva de vida?

O que dirá A.Damásio sobre este Nobel inesperado? Ou o que diria Oliver Sacks?

Fica aqui a música de um cantor/músico que admiro muito, com biografia (autorizada) publicada e traduzida em português, este mês.: Bruce Springsteen.

@mmalheiro

 

 

 

publicado por marina malheiro às 19:41 link do post
12 de Junho de 2016

5926278248_7355060019_o.jpg

Foto bisada neste Blog. Metropolitano de Lisboa, anos 50.

[ às vezes precisamos de repensar e colocar vírgulas, depois de embates violentos na vida. Fique aqui com os meus sempre preferidos Vampire Weekend, cuja música nos retempera pelos dias fora. Um abraço e boas férias.Obrigada por seguir. ]

@mmalheiro

publicado por marina malheiro às 18:28 link do post
27 de Abril de 2016

13082570_1018539994901726_3179260036223203507_n.jp

 # uma janela para respirar. in Faculdade de Letras de Lisboa. Foto MMalheiro. 27/04/2016.#

[ das  boas saudades da vida académica] escute o sempre magnífico respirar "musical" de Rodrigo Leão ( in o Retiro, Rodrigo Leão e Orquestra Gulbenkian, 2015- direitos reservados a Rodrigo Leão)

aos meus colegas e amigos da FCSH.

@mmalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 21:41 link do post
14 de Abril de 2016

56891ffab22ce6dd1a243a4a95d048c0.jpg

                                          [ mudar de rumo/ mudar de rumo- a formiga no carreiro./ eu vim de longe e vou para longe. (todos os direitos reservadíssimos ao grande José Mário Branco

                                                                      aos amigos.

                                                           [ a A.Carreiras  ,ML Malheiro e M. com amor.]

                                                       @mmalheiro

                                                                     

publicado por marina malheiro às 22:01 link do post
08 de Abril de 2016

46681d5c9c8875d45a65f46c19dbae18.jpg                                                           in Pinterest.in We Love Boho

                                                          [ refazer o caminho, repensando. ]

                            " A terra não é um mero fragmento da história passada (...) é poesia viva como as folhas das árvores que antecedem flores e frutos (...) Assim se iluminam as nossas perspetivas  sob o influxo de melhores pensamentos."

                                           Thoreau, in Walden, 1854, p.341

                                            and also - all rights reserved to Sigur Rós.

                                            @mmalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 23:32 link do post
07 de Abril de 2016

f876a466e2cdd6a2d1cca02ca2d310bf.jpg                                   [ às vezes somos mesmo forçados a parar para repensar tudo e não errar para prosseguir caminho a baixa velocidade] - consulte o arquivo do Jazzística. Obrigada por seguir.

                                  @mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 00:09 link do post
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Mensagens
Tracker
Posts mais comentados
sitemeter
Sitemeter
Wook
Wook
Pensa num Número - www.wook.pt
Facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda estou em choque com tamanha tragédia!Os rela...
Melhor que a música, a companhia...
Obrigada pelo teu comentário. Para quem gosta de c...
Pois... não é por snobismo que moro onde moro,é me...
Caro ZT,obrigada pela referência. :)Saudações jazz...
Lembra Black Moth Super Rainbow.Inebriante.
Feel free to blush
Ai que ruborizo :)
Adorei caro Fio de Beque. Obrigada pela partilha. ...
Era esta :D https://youtu.be/XviMAXKvewM
blogs SAPO