http://jazzistica.blogs.sapo.pt
Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia
05 de Janeiro de 2017

46dbdb427e19b96f7f62be2c080b2efc.jpg                                  Há dias escreveu José Pacheco Pereira um magnífico artigo no jornal "Público" [ "A ascensão da nova ignorância"] . Acrescento ,aqui , algumas ideias que poderão ser livremente objeto de discordância para quem lê o que escrevo por "pura carolice" neste Blog.

Conclui (JPPereira) o seu artigo afirmando que " (...) Como na nova ignorância, se trata de uma atitude hostil ao saber e ao seu esforço, mais do que um efeito de fonte única, há uma guetização da opinião, com arrregimentação entre os próximos e a diabolização dos "outros".  De facto, é cansativo ler os comentários dos leitores nos jornais online ou em páginas de redes sociais, dada a violência verbal que é utilizada, sem qualquer moderação por parte das redações dos jornais.

Numa sociedade de conteúdos como é a sociedade atual, a da desinformação, é fácil escolher o conteúdo mais adequado sem se problematizar sobre nada, sem se investigar a fundo um tema, sem se recorrer a sites, a apps, ao mundo digital. Isto é claramente observável no contexto escolar, no qual os jovens produzem trabalhos com base em motores de busca na web que lhes fornecem a informação necessária, sem verificação e fidedignidade.

Há 20 anos atrás qualquer estudante universitário português consultava documentos em mão, nos "reservados" da Biblioteca Nacional, por exemplo, e sentia nisso um imenso prazer.

Existem neste momento bases de dados fidedignas como a da Biblioteca Nacional ou do Projeto Gutenberg. Neste último projeto trabalham revisores voluntários com o objetivo de fornecerem obras antigas a todas as pessoas, em todo o mundo.

Deve coexistir esta vontade de pesquisar e problematizar sobre o mundo que nos rodeia  quer na versão em papel ou no formato digital . Não pode ser uma vontade acéfala mas construtiva, de pleno crescimento pessoal.

Os professores têm desenvolvido um trabalho meritório neste aspeto, tentando lutar contra esta "nova ignorância"  que comporta também, consequentemente, crescentes formas de violência.

Felizmente há quem desenvolva na área da Filosofia para Crianças autênticas maravilhas, colocando pequenos pensadores no caminho daquilo que é fundamental - a reflexão sobre o mundo ( ainda que seja ainda pueril)- e é isso, essa pérola, que dá ainda muito alento a quem ensina.

ao meu filho Manel.

@marinamalheiro

 

publicado por marina malheiro às 17:07 link do post
30 de Março de 2016

00d0b8777ef47d925fdc7211132305c4.jpg                                                   via Pinterest.

 [O mundo está cheio de coisas mágicas, esperando pacientemente pelo crescimento da nitidez dos nossos sentidos.]

W.B.Yeats.

'Love is all

Unsatisfied

That cannot take the whole

Body and soul';

And that is what Jane said. "

in "Words for Music Perhaps", (1931), WB Yeats

in repeat ( bisadíssimo este mês aqui )

@mmalheiro

 

 

 

publicado por marina malheiro às 13:53 link do post
03 de Setembro de 2015

O Mundo é cada vez mais um lugar estranho, em contraste com o que a Física demonstra todos os dias ( tão magnífico).

Há 24 anos, em 1991, em plena Guerra do Golfo, havia menos imagem, mais audio: todos escutávamos atentamente a TSF e os seus repórteres.

Agora tudo , tudo, é fotografável, em excesso, como escreveu há anos Susan Sontag.

Nem tudo deve ser "cacha alta", partilha, conversa e comentário em rede social ou jornal.

Às vezes é preciso silêncio, muito, talvez num não-lugar, para se pensar nesta estranheza.

@mmalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 19:22 link do post
16 de Janeiro de 2015

10929100_1535851566689762_864560873328241564_n.jpg

Foto de  Bjørn Jørgensen e Ole Christian Salomonsen / Aurora boreal na Noruega

 

por estes dias em que o Mundo está do avesso e em graus de alerta permanentes, questiono-me como é possível não se contemplar e pensar sobre esta maravilha que é a Terra e o seus fenómenos e colocar de novo tudo no lugar, pacificamente.

a Carl Sagan

escute aqui a música grandiosa dos Sigur Rós

@marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 20:08 link do post
10 de Maio de 2014

 

                                                       Cinemagraph do filme 2001, Odisseia no Espaço , Kubrick

 

                                                       num país  esquizofrénico em que uns sofrem cortes, e outros vivem totalmente alienados da situação económica e social , olhemos o Cosmos. Se fosse vivo, Carl Sagan estaria radiante com este modelo virtual do Cosmos.

 

                                                      

 

               “Em toda e qualquer cultura, imaginamos o Universo governado por algo parecido com nosso próprio sistema político. Poucos acham a similaridade suspeita.” 

Carl Sagan

 

@marinamalheiro

 

 

                                                        

                                                       

 

                                                      

publicado por marina malheiro às 10:18 link do post
26 de Janeiro de 2014

 

 

                                                     1ª cena ( foto) do filme Manhatan ( Woody Allen)

 

                                                    Escute aqui uma compilação de todas as músicas de  Jazz e Blues nos filmes de Woody Allen 

"Mais do que em qualquer outra época, a humanidade está numa encruzilhada. Um caminho leva ao desespero absoluto. O outro, à total extinção. Vamos rezar para que tenhamos a sabedoria de saber escolher."

Woody Allen

 

@marinamalheiro

                                                    

publicado por marina malheiro às 19:39 link do post
26 de Maio de 2013

 

"Vivemos a era do hedonismo, onde o indivíduo é um colecionador de experiências. Está eternamente buscando o bem-estar e a satisfação pessoal. Consumir deixa de ser uma necessidade ou um objetivo e pode ser encarado como compensação (shopping em dia de baixo astral é um clássico)."


Lipovetsky, O Império do Efémero


@marinamalheiro

 

publicado por marina malheiro às 22:06 link do post
20 de Novembro de 2012

 

                                                    Vida Moderna /Jacques Tati

 

                                                    http://www.youtube.com/watch?v=eltHv58l8ig&feature=related

 

                                                    Mumford & Sons, Sigh No More

 

                                                    "Devemos aceitar o que é impossível deixar de acontecer."


                                                      Shakespeare



                                                     @marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 23:14 link do post
21 de Outubro de 2012

The Smiths, The death of a disco dancer, 1987 in "Strangeways, here we come"
"Das coisas tristes que o mundo tem, são os homens sem pé no seu tempo. Os desgraçados que aparecem assim, cedo de mais ou tarde de mais, lembram-me na vida terras de ninguém, onde não há paz possível. Imagine-se a dramática situação dum cavernícola transportado aos dias de hoje, ou vice-versa. A cada época corresponde um certo tipo humano. Um tipo humano intransponível, feito da unidade possível em tal ocasião, moldado psicològicamente, e fisiològicamente até, pelas forças que o rodeiam. (..)
O homem que o nosso século pede não é o que lê, o que se aprofunda a cavar em si.
É um ser biológico perfeito, no sentido corpóreo e psíquico duma abelha.
A natureza dos favos é variável, claro está, conforme as necessidades de cada hora. Há pouco tempo ainda era um simples e inofensivo automóvel; neste momento o casulo é um tanque ou um avião. Por isso, a que propósito seria qualquer céptico em matéria de parafusos um representante actual da nossa civilização?"

Miguel Torga in Diário, 1942

Sempre a(c)tual 70 anos depois
@marinamalheiro
publicado por marina malheiro às 12:46 link do post
10 de Setembro de 2011

Dez anos depois, o Mundo mudou. As medidas de segurança passaram a ser mais apertadas nos aeroportos, nas instituições públicas.

 Passámos a viver descontraídos mas com... cautela, pois o inimaginável pode acontecer, como foi o caso dos dois aviões  que embateram nas torres gémeas do WTC em Nova Iorque, como em Madrid a 11 de Março de 2004 na estação de Atocha. Como recentemente na Noruega.

 

Todos os dias há terroristas que matam impiedosamente inocentes em todo o Mundo. Todos os dias. A toda hora.

 

No dia 11 de Setembro de 2001 vi com horror o embate do 2º avião na torre sul do WTC.  os saltos , a fuga de muitos, o pessoal do salvamento. Tudo em directo. Tão longe mas parecendo tão perto. Procuraram-se os culpados, preparam-se retaliações, aguçaram-se ódios de ambos os lados. A paz está longe ainda...

 

Morreram 3 mil pessoas de diferentes nacionalidades no atentado de 11/09.

 

"A paz. Procura-a. Mas uma paz que te trespasse todo e não a que te descanse apenas a superfície como a um pedinte que dorme num banco de jardim."

 

Vergílio Ferreira in Conta-Corrente 5 ( via www.citador.pt)

 

 

 

 

 @mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 22:24 link do post
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
Mensagens
Tracker
sitemeter
Sitemeter
Wook
Wook
Pensa num Número - www.wook.pt
Facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda estou em choque com tamanha tragédia!Os rela...
Melhor que a música, a companhia...
Obrigada pelo teu comentário. Para quem gosta de c...
Pois... não é por snobismo que moro onde moro,é me...
Caro ZT,obrigada pela referência. :)Saudações jazz...
Lembra Black Moth Super Rainbow.Inebriante.
Feel free to blush
Ai que ruborizo :)
Adorei caro Fio de Beque. Obrigada pela partilha. ...
Era esta :D https://youtu.be/XviMAXKvewM
blogs SAPO