http://jazzistica.blogs.sapo.pt
Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia
04 de Maio de 2017

Sylvie Guillem  e Laurent Hilaire, In the middle somewhat elevated

[ por que corremos nós? talvez para, por mero acaso, encontrarmos  verdadeiras preciosidades musicais no meio do caos diário.] escute aqui a cantora Wende Snijders numa versão excelente de "Heroes" de David Bowie. ( all rights reserved to Wende Snijders)

[ há, de facto, heróis que não páram de correr até à meta. leia aqui a história  de sucesso de um jovem corredor autista.]

@mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 23:26 link do post
29 de Março de 2017

dac01ff07499ad9c4b348b43b8270910.gif

 Foto bisada in Pinterest

[ há uns meses juntei-me a  um grupo de corrida. amigavelmente acolheram-me a mim e aos novatos questionando-nos sobre os nossos tempos de corrida. acabei por ir no grupo mais lento e depois vi-os ao longe, numa passada bonita tipo "momentos de glória". sem problemas, responderam-tentas para a próxima correr melhor-. Nunca mais consegui fazer o Paredão, quer pelas condições metereológicas, quer pela pura falta de tempo.

 os corredores  aprendem a correr todos os dias, controlando a respiração, os batimentos cardíacos e até a forma como colocam os pés a correr ( uma vez alertaram-me numa pista para isto) e  , intuitivamente , aprendem a fruir o momento, também.

Aprender a ser melhor todos os dias devia ser um lema  aplicado em todo o lado: escola, casa, trabalho, família. Senão o que sobra? Resto zero?

[ à minha aluna K., de admirável coragem e capacidade para desenhar à vista o mundo que a rodeia.]

@mmalheiro

IN RE DON GIOVANI ( all rights reserved to Michael Nyman)

 

 

publicado por marina malheiro às 19:28 link do post
12 de Março de 2017

da1afa931dc2945706d4aa6313f5eae0.jpg

                                                              Ilustração Anatómica antiga via Pinterest.

[ em tempos de intervalo para anúncios , o coração bate no peito em contagem auricular sincopada, sem pressa. em redor, os corações envelhecidos batem lentamente e abraçam tempos diferentes. todos no mesmo grupo, apesar das distâncias cronológicas. Passada a 5/3 ,  com o ritmo desta música.]

aos meus pais.

@mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 20:09 link do post
04 de Setembro de 2016

f500400d6a5fc82dcf60566ee76d3823.gif

                                         Cinemagraph via Pinterest.

"Vai sempre avante a paixão, / Buscando seu doce fim; / Os amantes são assim: / Todos fogem à razão. "

                                                                   Bocage

OMD (2016)- All rights reserved to OMD.

                                         @mmalheiro

publicado por marina malheiro às 01:13 link do post
05 de Agosto de 2016

1780cdaa0cf873e3fe63bb3dc95d85af.gif

                                                     Cinemagraph criado a partir de 80 frames ( fotos tiradas por cada 10 passos)- autoria                                              de Eliot in sweettsimplelifee.tumblr.com

                                             Iniciam-se hoje os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro.

(Dizem que um atleta corre em todo o lado, até numa praia, de pés descalços.)

@mmalheiro

 

(all rights reserved to The Proclaimers)

 

publicado por marina malheiro às 17:44 link do post
03 de Agosto de 2016

28fd37f102c18cbc3cc639625c742c45.jpg

                                                                  Foto in Matchbook Magazine

                ( Há dias  tão significativos em que nos apercebemos nas palavras de outros que fizemos a corrida da milha e que alcançámos a meta, sem nos darmos conta, mesmo chegando ofegantes, nos últimos lugares, sem ligarmos à contagem dos tempos da corrida. )

@mmalheiro

música- Dave Mathews Band- all rights reserved.

 

 

publicado por marina malheiro às 22:46 link do post
01 de Agosto de 2016

e44ac06f81bf5229a906711d8df9d711.jpg

                                          Foto via Pinterest.

                                         Um dia depois de ter partido uma figura de referência para esta blogger e, depois de ter ouvido uma das atletas da seleção olímpica portuguesa dizer que a melhor homenagem era superar-se, pensei na peneira, no filtro da informação massiva diária e nas consequentes "peneiras" de quem escreve em todo o lado e se advoga teórico "em tudo e em coisa nenhuma".

Deve ser ou das corridas ou da idade mas cada vez mais peneiro as palavras e as ideias.

Quem sou eu , quem é o jornalista, o especialista em gestão emocional, em gestão de tempo, em teoria do Nada, para escrever de "cátedra".?

Talvez a grande lição dos homens e mulheres admiráveis como Moniz Pereira e outros, é de que nos devemos superar, sempre, sem peneiras, correr em todas as condições (metereológicas e não só), nunca desistindo das nossas metas e aprendendo sempre, até ao fim.

ao compositor Moniz Pereira, que também amava a Música ( all rights reserved to Father John Misty/ 2016)

@mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 20:46 link do post
31 de Julho de 2016

9efae3a1c68788b46b582092c37c4b82.jpg

 

                                    foto via Pinterest.

                                  Hoje a pista de atletismo fica vazia. Vénia a um atleta, treinador, letrista e compositor de fado, e exemplo para todos os que dão umas passadas pelas pistas, sempre com espírito desportivo. A Mário Moniz Pereira. 

                                  Valeu a pena, letra e música de Mário Moniz Pereira, voz Carlos Ramos, 1967. ( direitos reservados a M. Moniz Pereira)

                                 @mmalheiro

publicado por marina malheiro às 21:46 link do post
30 de Julho de 2016

e5483db2649af802d5f9ac60b1aa2e96 (1).jpg

 

                                 Guincho, Cascais, s/d

                              Muitos anos nos separam da época desta fotografia. Muito provavelmente os que nela figuram já morreram e os outros têm uma idade bonita, sábia.

                             Hoje, quando corria na pista que ladeia a Marginal, vi, encantada, muitos velhos ( velho é para mim mais bonito do que o institucional idoso) sentados nas rochas ( dado que a maré estava muito baixa) a lerem o jornal, descontraídos na sua solidão acompanhada ou deitados a tentarem apanhar um vislumbre de sol no corpo de linhas desenhadas, com gorduras assumidas sem pudor, livres.

Um pouco mais à frente banhava-se , sem mergulhar, como uma criança feliz, um velho alto e espadaúdo que me lembrou um familiar meu.

Os meus já sentem a velhice no corpo, apesar da mente ágil e viva. Um dia destes lá estarão também , sentados, a ler um livro e a olhar o mar, felizes ( Bisado neste Blog, o concerto dos Police, em 1978,no Beat Club- all rights reserved to The Police).

[ aos meus pais] 

@mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 18:51 link do post
19 de Junho de 2016

no ângulo oblíquo dos dias acertamos novamente a passada na pista.

temos a certeza de que aquele é o nosso caminho quando um atleta experiente passa por nós e grita "olha o calcanhar!".

lembramo-nos, então, de Aquiles, herói grego, vulnerável no seu calcanhar que, segundo a lenda, terá sido atingido por uma flecha envenenada levando à sua morte .

Todos temos a nossa vulnerabilidadezinha, claramente. Expô-la já é outro assunto.

John Lowe começou a dançar aos 79 anos, ei-lo aqui aos 94.  Foi soldado na 2ª guerra mundial .

Sem problemas nos calcanhares. Ainda há heróis.

98a15b39d5b9dfeb339a7645ca65279e.jpg

 

in 

theballetblog.tumblr.com

                                   dance com esta música velhinha sempre linda ( all rights reserved to Procol Harum)

                                   [ aos meus pais. a J.Afonso e G.Malheiro]

                                    @mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 01:32 link do post
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
Mensagens
Tracker
Posts mais comentados
sitemeter
Sitemeter
Wook
Wook
Pensa num Número - www.wook.pt
Facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda estou em choque com tamanha tragédia!Os rela...
Melhor que a música, a companhia...
Obrigada pelo teu comentário. Para quem gosta de c...
Pois... não é por snobismo que moro onde moro,é me...
Caro ZT,obrigada pela referência. :)Saudações jazz...
Lembra Black Moth Super Rainbow.Inebriante.
Feel free to blush
Ai que ruborizo :)
Adorei caro Fio de Beque. Obrigada pela partilha. ...
Era esta :D https://youtu.be/XviMAXKvewM
blogs SAPO