http://jazzistica.blogs.sapo.pt
Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia
31 de Julho de 2017

Camel, Lady Fantasy, 1974 (Mirage)

Os amores da vida são quem transportamos no ventre,  aqueles pelos quais acordamos a meio da noite quando têm pesadelos, a quem damos a mão pela primeira vez e todas as vezes enquanto a mão for ainda nossa, a quem respondemos o que é a morte, a separação, o amor, os dias, as perdas e os ganhos no crescimento diário. Os amores da vida, os filhos, fazem-nos melhores. Gente melhor.

Ao meu pequeno poema e ao Manel.

@mmarina

publicado por marina malheiro às 19:34 link do post
09 de Janeiro de 2017

mario_soares_large3.jpg

                                                  Foto de Mário Soares em criança.

                                           Em dias de cerimónias fúnebres de Mário Soares, apercebemo-nos ao ver deslizar a charrete e os batedores pelas ruas de Lisboa, ainda que por breves momentos, na televisão, que este é um momento tocante e histórico. Encerra-se um capítulo da História ainda tão recente ( de uma democracia "jovem", de apenas 42 anos) com a morte de Mário Soares, tal como se havia encerrado com a partida de Álvaro Cunhal. Ambos políticos geniais, homens para além do seu tempo. 

Contudo, fica o seu legado para as jovens gerações. Apercebi-me hoje disto quando um jovem de 13 anos sabia perfeitamente explicar quem fora Mário Soares , com grande detalhe e entusiasmo ou o meu próprio filho me perguntava se havia o filme sobre a fuga do Forte de Caxias (1961), pois achara a história sensacional.

esperança, portanto, Abril continuará.

[ "Disciplinar o Orçamento é bom, mas não é tudo. As pessoas são o mais importante.]

Mário Soares

 

@mmalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 23:35 link do post
07 de Janeiro de 2017

06278.04184.jpg

 Maria Barroso , Mário Soares e Tito de Morais em primeiro plano,  1974.

[ partiu hoje um lutador anti-fascista. indiscutível a importância do seu legado para a História da democracia portuguesa.

indiscutível o seu papel para a Liberdade. ]

@mmalheiro

publicado por marina malheiro às 20:17 link do post
26 de Abril de 2015

Ontem, em mais um 25 de abril, caminhando em conjunto com milhares pela avenida da Liberdade e com tantos (!) de cravo na mão, foi dia de esperança num Portugal melhor mas também dia de relembrar o passado, o passado do Medo.

O magnífico documentário de Marta Pessoa (O Medo à espreita), exibido ontem no festival IndieLisboa, constitui um documento histórico "vivo" para todas as gerações, as que viveram acossadas com Medo e as que não têm a noção do que é o Medo e a Opressão; a ausência total da Liberdade na sua asseção total do significado na vida diária.

Em conjunto com outros documentários que serão exibidos na RTP por estes dias, este documentário belíssimo consegue ,através de um contraste entre o negro da imagem , a iluminação dos protagonistas

( vítimas da PIDE e lutadores anti-fascistas) e  o congelar das fotografias de arquivo de um Portugal de há mais de 40 anos atrás, um "luar" como o de Stau Monteiro. Um "Acordai" como o de Fernando Lopes-Graça.

Mas, são sobretudo as palavras ditas  e escutadas ( registos da PIDE) e a coragem destes homens e mulheres, que nos fazem pensar como é que isto pôde acontecer e como jamais se deverá repetir.

A sede de Poder é alimento para os Homens e para o consequente domínio dos outros, como animais .

Tal atenta contra os direitos e valores mais fundamentais dos seres humanos e sobre aquilo a que se chama Democracia.

Pela Liberdade deixo a fantástica Sinfonia  para Orquestra (1944) do grande Fernando Lopes-Graça , sem medo.

@MarinaMalheiro

 

publicado por marina malheiro às 12:43 link do post
24 de Dezembro de 2014

pessa.jpg

 

                                       Fernando Pessa entrevistando um peru (1937)

                                diz-se que o Natal é todos os dias e é verdade. No meio das contrariedades, das pedras no caminho, contam os que importam, com quem partilhamos os risos e os sorrisos amarelos pelos dias fora. vai-se fazendo a gestão da esperança como se fosse uma cadeira de um MBA qualquer, talvez seja do MBA mais importante de todos.

                            Um feliz Natal para todos os que leem este  Blog ( pura carolice minha)

                            aos meus amigos e familiares do coração

                            ao meu filho Manel

                            https://www.youtube.com/watch?v=QmFCUH9B398 Canto porque sonho, Fausto e Zeca (1974)

                               @marinamalheiro

                                

                            

publicado por marina malheiro às 18:10 link do post
22 de Dezembro de 2014

7e11f5d130390be72856729b088486db.jpg

 

                                                                             Pintura de Lorraine Christie (I'll Dance Alone)

 https://www.youtube.com/watch?v=EBwmfCMHN7A Noiserv ( não canto porque sonho/ cover do original de Fausto(1974)), 2014 ( todos os direitos reservados a Noiserv)

"É preciso repensar a nossa vida. Repensar a cafeteira do café, de que nos servimos de manhã, e repensar uma grande parte do nosso lugar no universo. Talvez isso tenha a ver com a posição do escritor,..."

Al Berto

@marinamalheiro

a todos os que repensam a vida, neste momento

@marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 00:40 link do post
29 de Março de 2014



Se os teus olhos se vendessem , Francisco Fanhais, 1975 ( todos os direitos reservados a Francisco Fanhais)


na noite em que se celebraram os 40 anos do 25, Zeca e a liberdade, em concerto longo, houve momentos únicos como o trinado de Luísa Amaro como se Paredes ali estivesse, a variação magnífica do maestro António Vitorino de Almeida do tema de Grândola tocado a 4 mãos com outro pianista ( numa magnífica improvisação e "loucura musical") e,

                                                                                    na voz de Francisco Fanhais esteve ,

de modo arrepiante e emotivo,

Zeca Afonso.


@marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 04:08 link do post
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
Mensagens
Tracker
sitemeter
Sitemeter
Wook
Wook
Pensa num Número - www.wook.pt
Facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda estou em choque com tamanha tragédia!Os rela...
Melhor que a música, a companhia...
Obrigada pelo teu comentário. Para quem gosta de c...
Pois... não é por snobismo que moro onde moro,é me...
Caro ZT,obrigada pela referência. :)Saudações jazz...
Lembra Black Moth Super Rainbow.Inebriante.
Feel free to blush
Ai que ruborizo :)
Adorei caro Fio de Beque. Obrigada pela partilha. ...
Era esta :D https://youtu.be/XviMAXKvewM
blogs SAPO