http://jazzistica.blogs.sapo.pt
Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia
18 de Junho de 2017

Ontem o céu escureceu , de repente, em Lisboa e noutros locais do país e o ar estava insuportável devido às temperaturas anormais de mais de 40º C . Um raio de trovoada rasgou o céu e começou pouco a pouco a chover. Pensei que seria uma chuva boa. Antes fosse.

Foram horas de fósforo que se iniciaram numa árvore cortada ao meio por um forte raio em Pedrógão Grande e devastaram estrada, mato, terra e ,dolorosamente, mataram dezenas de pessoas que foram rodeadas pelo fogo dentro dos próprios carros, à porta de casa, nas estradas. Um "fogo inclemente".

Sem palavras para esta tragédia.

Bem hajam os Bombeiros Portugueses e absoluta solidariedade para os familiares dos que pereceram, para os que sobreviveram e sobrevivem ainda a estas horas de fósforo.

Desejo, sinceramente, uma grande chuva (sem trovoadas secas) que apague totalmente este "fogo inclemente". 

Ajude seguindo estes links:

Recolha de roupa

On Coimbra- todos os links dos Bombeiros Voluntários Portugueses

INEM- 

"A todos os enfermeiros e médicos que se encontrem perto de Coimbra, se quiserem ajudar no Hospital de campanha montado no Avelar, basta ligar para o CODU e eles registam o vosso contacto em caso de necessidade! Contacto INEM Coimbra: 239797800"

Via On Coimbra

@mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 20:11 link do post
15 de Junho de 2017

tumblr_n4i7gb6B5A1rjledmo1_500.gif

A tragédia do incêndio no  edifício  Grenfell Tower relembra tristemente o 11 de setembro de 2001: a impotência das pessoas diante da fatalidade. Sobreviver foi, de facto, uma questão de sorte perante  uma má gestão da segurança de um edifício público.

Surpreendentes, pais e mães, face ao caos na proteção dos filhos e todos os que procuraram ajudar os vizinhos

( incluindo bombeiros).

Espantosos aqueles como a estudante portuguesa, Inês Alves, 16 anos, que tendo perdido tudo no fogo, se concentrou no estudo para o exame de Físico-Química e o foi fazer, apesar de tudo.

Tudo que foi tanto e que à distância não conseguimos qualificar, de forma nenhuma.

@mmalheiro

publicado por marina malheiro às 19:52 link do post
11 de Junho de 2017

 Atuam no dia 14 , em Lisboa. Escute aqui uma banda portuguesa, nova, com sonoridade muito indie e diferente: OS RARA.

( todos os direitos reservados aos RARA)

63b03f03823d0e17aedad33b710d0df0.gif

"Música antes de mais nada." Paul Verlaine

 @mmalheiro

publicado por marina malheiro às 23:03 link do post
07 de Junho de 2017

c67cf9f6c83ad79ac4e5f19baadf4372.jpgAlgures perdido na casa materna, o jogo do Sabichão que acompanhou 3 gerações. 

Damo-nos conta  de que o jogo continua pela vida fora. Perguntas, perguntas e respostas dadas pela quantificação científica sobre a vida, a nossa, a dos que nos são próximos. Não há lugar ao desconhecimento de há 40 anos, não há acasos, tudo é respondido, analisado, sem incertezas.

Por um lado é bom, por outro comporta pouca poesia. E o que é a vida sem Poesia?

@mmalheiro

ao meu pequeno poema 

publicado por marina malheiro às 22:02 link do post
23 de Maio de 2017

a58a392cc48db02ba007183fec7539e8.jpg

                                                                 Palavras lindas e tocantes de Miguel Esteves Cardoso no Público de hoje. 

                                                                [ aos jovens e crianças de Manchester.]#Não ao Terrorismo#

                                                                @mmalheiro

 

                                                               

 

                                                                

 

publicado por marina malheiro às 19:41 link do post
21 de Maio de 2017

665dcbce7cd969b97b0af479a303936b.jpg

Foto  via Pinterest

[ pode-se questionar tudo: o inexplicável, os acasos, aquela doença que é um azar tremendo para muitos ( por que raio não a extinguem de vez?), as ninhariazinhas com que se debatem muitos diariamente na sua coexistência com os outros e que são resto zero na matemática final ( pura estupidez!), a fome, a guerra, as atrocidades diárias, a violência gratuita, as desigualdades sociais, etc, etc.

Pode-se questionar tudo, menos de que a vida é de algum modo, circular e nos coloca sem nos apercebermos novamente na "casa da partida" de um qualquer jogo de tabuleiro. Desta vez, não é preciso comprar nada, nem o "Rossio".]

music by Beach House , 2017- via BeachHouseVideoZone ( all rights reserved to Beach House)

@mmalheiro

ao ZT

ao Manel

 

 

publicado por marina malheiro às 19:10 link do post
18 de Maio de 2017

977c3cf01a67585ef8357dea8d79d1ef.gif

all rights reserved to Julien Douvier.

[ em dias em que ecoam vozes dissonantes sobre as ninharias da vida, há quem sofra na pele, todos os dias, um azar que lhe determina o fim, mantendo a esperança, com imensa coragem. há quem plante árvores em Sintra, árvores diferentes ainda com matéria de alguém que já partiu e cresce sob a forma de uma macieira ( nunca se sabe)]

ao J. que voou hoje e que deixará saudades.

a M. Morais com  muita amizade

a G. Malheiro

@mmalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 22:57 link do post
16 de Maio de 2017

( all rights reserved to Paul Simon & Ladysmith Black Mambazo)

Em dias de notícias tão boas na "jangada de pedra" comecei a ler um livro de ensaios fantástico- Ética no Mundo Real, Peter Singer, Edições 70, 1ª edição, Abril de 2017, tradução de Desidério Murcho, revisão de Inês Guerreiro.

Aprender com um filósofo como Peter Singer que discorre sobre temas interessantes no mundo real, no mundo comezinho que nos rodeia, é um privilégio, sobretudo, para quem enquanto estudante ( há muitos anos) do curso de Humanísticas só começou a achar piada aos filósofos depois de ler toda a obra de Kant, em pleno 12º ano.

E, portanto, coincidentemente, no 13 de maio, marcaram-me estas palavras : " Na verdade, os ateus e os agnósticos não agem menos moralmente do que os crentes religiosos (...). As pessoas que não são crentes têm frequentemente um sentido tão forte e sólido do bem e do mal como qualquer outra, contribuíram para abolir a escravatura e ajudaram noutros esforços para aliviar o sofrimento humano."

@marinamalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 21:11 link do post
15 de Maio de 2017

12dd5f834168a5b88785900799a639e8.jpg

Sail by Peter Wileman FROI RSMA FRSA

Desde sábado, dia 13 de maio, que o país rejubila espiritual, desportiva e musicalmente. Claro que há vozes dissonantes, pseudo-intelectuais e "velhos do Restelo" que nem sequer se deram ao trabalho de escutar. Simples, escutar.

Pela primeira vez vencemos o festival da Eurovisão graças ao talento de dois irmãos, Salvador e Luísa Sobral, com pontuação máxima do júri e do televoto.

Sigo há muito o percurso de Luísa Sobral , tendo "religiosamente" guardado o primeiro CD, riscadíssimo de tanto tocar.

Magnífica , fresca e jazzy, Luísa Sobral.

Salvador foi uma excelente surpresa, diferente do habitual num festival a que não assistia há muitos, muitos anos. 

São, de facto, ambos excelentes. Se Sassetti fosse vivo bateria certamente palmas, dado que Salvador tem aquela humildade e despretensiosimo que Sassetti tinha. Bravo.!

Escute aqui em diferentes registos de Jazz, os irmãos Salvador e Luísa Sobral.

Sentimos , de facto, a música e as palavras, sem fogos de artifício  e com grande simplicidade melódica.

 

músicas - You 'de be so nice to come home to, Salvador Sobral ( todos os direitos reservados a Salvador Sobral)

2º ensaio para o Festival em Kiev a 4 de Maio - "Amar pelos dois"- Luísa Sobral ( todos os direitos reservados a Luísa Sobral).

 

@mmalheiro

 

publicado por marina malheiro às 18:14 link do post
12 de Maio de 2017

Ontem um comentador dizia na televisão que a crença no milagre representa a possibilidade na impossibilidade de algo ser exequível.

Milhares hoje em Fátima para receber o Papa mais humanista do século XXI, o Papa Francisco.

Mesmo que não se seja crente de forma absoluta, ou  se acredite que ocorrem coisas que não são explicáveis e de que existe algo mas não se sabe o que é . não deixa de ser espantoso e admirável este homem, franciscano, defensor dos pobres, das crianças, das mulheres e de todos os indefesos.

Respeitando todos aqueles que acreditam e caminharam, impressionantemente, dias pelas estradas de Portugal fora, fica aqui uma foto de Francisco no Colégio Salesiano em 1948, com 12 anos e a música de Gardel.

Jorge_Mario_Bergoglio_attended_a_salesian_school_b

 @mmalheiro

publicado por marina malheiro às 19:09 link do post
Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
Mensagens
Tracker
Posts mais comentados
12 comentários
4 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
sitemeter
Sitemeter
Wook
Wook
Pensa num Número - www.wook.pt
Facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda estou em choque com tamanha tragédia!Os rela...
Melhor que a música, a companhia...
Obrigada pelo teu comentário. Para quem gosta de c...
Pois... não é por snobismo que moro onde moro,é me...
Caro ZT,obrigada pela referência. :)Saudações jazz...
Lembra Black Moth Super Rainbow.Inebriante.
Feel free to blush
Ai que ruborizo :)
Adorei caro Fio de Beque. Obrigada pela partilha. ...
Era esta :D https://youtu.be/XviMAXKvewM
blogs SAPO