http://jazzistica.blogs.sapo.pt
Blog de poesia , música e olhares de Marina Malheiro, aprendiz de poesia
31 de Agosto de 2015

76c67620a3c2cb46f5b99a1dd8247a44.jpg

                         Oliver Sacks, 1961, Greenwish Village ( all rights reserved to Oliver Sacks Foundation) 

Hoje partiu Oliver Sacks, um homem extraordinário cujo legado tão rico quer científica, quer humanamente, nos remete sempre à condição de aprendizes no nosso caminho como pessoas.

Neste Blog encontra 2 textos com referência a Oliver Sacks, em particular à questão das alucinações musicais no seu livro Musicofilia. Foi criada uma Fundação com o seu nome, perpetuando assim o seu legado.

Serão publicados 2 artigos ainda esta semana no New York Review of Books e na New Yorker.

Poderá conhecer e aprender mais sobre Oliver Sacks aqui e ler o último artigo publicado dia 14 de agosto de 2015 e as suas memórias cujo título On the move (2015), é de um poema do seu amigo Thom Gunn.

"The brain is more than an assemblage of autonomous modules, each crucial for a specific mental function. Every one of these functionally specialized areas must interact with dozens or hundreds of others, their total integration creating something like a vastly complicated orchestra with thousands of instruments, an orchestra that conducts itself, with an ever-changing score and repertoire."

Oliver Sacks

https://www.youtube.com/watch?v=DED812HKWyM&hd=1 The Doors, Riders on the storm in LA Woman ( 1971) ( all rights reserved to The Doors)

@mmalheiro

publicado por marina malheiro às 00:00 link do post
28 de Agosto de 2015

Samba da Bênção em italiano por Vinicius de Moraes ( versão linda)

Hoje lia esta notícia do NYTimes sobre o italiano da Via Fondazza que normalizou a vida dos habitantes - dado que criou uma rede social viva, real,  à antiga, do tipo antigo lisboeta - "do pedir salsa ao vizinho"- descontruindo o paradoxo que é a rede social na internet ( tão juntos, mas cada vez mais distantes nos seus quadrados digitais). Talvez um dia visite a Via Fondazza...

a António Tabucci e Vasco Graça Moura,  grandes tradutores de italiano 

@mmalheiro

 

 

publicado por marina malheiro às 18:15 link do post
27 de Agosto de 2015

                       

                     

d6d942540b5c8534cf475df23a21ccca.jpg

 em b-eastl-y.tumblr.com

era uma vez um tempo de vinho novo onde só tu, tão terno e frágil, importavas.

https://www.youtube.com/watch?v=yLxmT0E6QeA&hd=1 Hapiness, Rodrigo Leão ( todos os direitos reservados a Rodrigo Leão)

@mmalheiro

 

 

 

 

publicado por marina malheiro às 23:56 link do post
26 de Agosto de 2015

03ffd1c3fc059f58bf58462c30ea0e5e.jpg

 Patrick Demarchelier ( foto ) - todos os direitos reservados

Existe claramente um Amor na gaveta de cima da Vida, aquele que nos faz sorrir, sofrer, ser livres, corrermos contra o tempo.

Para isso é precisa toda a Coragem, "chupar o tutano da vida" no que a vida tem de melhor e pior e realmente dizer no final "Confesso que vivi", mesmo com espinhos ou cravos vermelhos. 

Nada é pragmaticamente certo como os ponteiros do relógio na nossa existência.

De um momento para o outro deixamos de usar relógio mas está tudo bem e avança-se pelo tempo fora.

É isso que importa na nossa estrutura limpa. Cada um saberá da sua gaveta. Prefiro a de cima, dispenso as outras.

( dance com os magníficos Dave Mathews Band que virão a Lisboa em Outubro)

@mmalheiro

 

 

 

publicado por marina malheiro às 19:05 link do post
25 de Agosto de 2015

6b59eed8b8f56c90af5cb44eb296da03.jpg

                foto via Pinterest

                Há filmes que são magníficos porque nos deixam literalmente sem palavras. Numa realidade frenética como a atual, em que impera o consumo das emoções e uma estupidificação do sentir, é excelente voar assim no filme "A família Bélier" (2015). É realmente esta mensagem ( a do filme) que importa.

Tradução do guião para português por Sara Rute Gomes.

Deixo aqui uma das músicas do filme cantada por Louane Emera ( original de Michel Sardou).

                https://www.youtube.com/watch?v=0cW2HZbSh2U&hd=1

( tous les droits reservés à Louane Emera et Michel Sardou/ all rights reserved)

ao meu filho Manel

@marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 03:06 link do post
10 de Agosto de 2015

ad8635ea5b2711c2c2524527cdea25de.jpg

                                       https://www.youtube.com/watch?v=yDsK0KDuaRQ David Byrne &                                   ST.Vincent and Channel+), Março   2015 ( all rights reserved).

                                      @mm

publicado por marina malheiro às 21:25 link do post
10 de Agosto de 2015

                         Todos os direitos reservadíssimos a Lena d'Água & R'n' R Station & Luís Pedro Fonseca

                         ( álbum Carrossel, 2014)

                        é tão boa esta versão de 2014 do original (Luís Pedro Fonseca) de Lena d'Água & Atlântida-                                  e  sempre atual o tema ... em tempos pré-eleitorais- que nem há mais palavras. 

                                                                      @marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 00:38 link do post
09 de Agosto de 2015

                         

                                 

60a786f590e3e162aa1f39fe1d8c5c54.jpg

                                     traditional fittings from www.classicmarine.com

                      

                              all rights reserved to the magnificent Fleetwood Mac.

                                          quase em "modo countdown"com Bukowski (agora),

                                           ler para navegar melhor (depois):

                        eis ,  o primeiro livro de Ernest Hemingway (1923)- Three Stories & Ten Poems,

                  cuja   primeira   edição foi apenas de 300 exemplares, em versão ebook, via Openculture.

@mm

 

                                   

publicado por marina malheiro às 00:04 link do post
08 de Agosto de 2015

                        Filme de 1896 dos Irmãos Lumière (Loie Fuller)

                        Talvez Loie dançasse esta música hoje, lembrando-se de Borges. Conjugações improváveis?

                        "Why not"?

                         dance on!

                         @marinamalheiro

publicado por marina malheiro às 14:47 link do post
07 de Agosto de 2015

c2d9240bdcb8bacf7df51141aa46d239.jpg

                                       foto via Pinterest https://www.youtube.com/watch?v=Y1_H3UpLpOc

                                       @mm

 

publicado por marina malheiro às 21:47 link do post
Agosto 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
29
30
subscrever feeds
Mensagens
Tracker
Posts mais comentados
12 comentários
4 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
2 comentários
sitemeter
Sitemeter
Wook
Wook
Pensa num Número - www.wook.pt
Facebook
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Ainda estou em choque com tamanha tragédia!Os rela...
Melhor que a música, a companhia...
Obrigada pelo teu comentário. Para quem gosta de c...
Pois... não é por snobismo que moro onde moro,é me...
Caro ZT,obrigada pela referência. :)Saudações jazz...
Lembra Black Moth Super Rainbow.Inebriante.
Feel free to blush
Ai que ruborizo :)
Adorei caro Fio de Beque. Obrigada pela partilha. ...
Era esta :D https://youtu.be/XviMAXKvewM
blogs SAPO